Descubra como abrir uma empresa online e empreender no digital

como abrir uma empresa online
Tempo de leitura: 5 minutos

Confira 7 dicas úteis para quem quer saber como abrir uma empresa online, incluindo criação de modelo de negócios e análise da concorrência.

“Como abrir uma empresa online” é uma pergunta que milhões já se fizeram. Afinal, segundo dados de 2017 do IBGE, há quase 4,5 milhões de empresas no Brasil, que somam 6,5 milhões de sócios ou proprietários, muitos deles trabalhando de casa

Não é algo que se faça a toque de caixa, visto que há uma série de decisões que precisam ser tomadas, da definição de nicho de mercado ao modelo de negócios e à criação da presença online em si. 

Mas também não é uma quimera: hoje em dia, há um mar de informações sobre o assunto, como você verá ao longo deste post. Boa leitura!

Como abrir uma empresa online: 7 dicas úteis

1.Encontre um nicho de mercado

Criar diferenciais em relação à concorrência é essencial para quem pensa em como abrir uma empresa online. Uma das maneiras de fazer isso é identificando nichos de mercado. 

No caso do mercado imobiliário, por exemplo, você pode focar em regiões de atuação (como determinados bairros) tipos de transações (venda, aluguel, compra), faixa de preço (econômico, médio, alto, luxo) ou público (corporativo ou residencial), entre outros.

Dentro de cada pedaço, é possível encontrar formas de aprimorar a experiência de compra e venda. Bons jeitos de começar incluem:

  • Determinar seus pontos fortes como profissional
  • Pesquisar o que deixou seus clientes satisfeitos ou insatisfeitos
  • Conversar com especialistas e outros empreendedores para encontrar oportunidades

Tente encontrar um nicho que ofereça mais valor por um preço menor ou um serviço diferenciado que compense o preço maior. Assim, fica mais fácil atrair e fidelizar a clientela – que deve ser muito bem definida, como você verá abaixo.

Em busca de boas ferramentas de precificação? Conheça o modelo da Loft e saiba quanto vale o apartamento!

2.Entenda seu público-alvo

O público-alvo é o grupo de consumidores que será o foco do seu negócio. Entre as informações mais comuns para defini-lo estão: faixa etária; gênero; escolaridade; faixa de poder aquisitivo; cidade e/ou bairro; hábitos de consumo; e interesses.

Dentro desse escopo, é possível fazer segmentações e traçar estratégias de marketing digital mais precisas. Mas lembre-se: é preciso que seu público-alvo esteja alinhado com seus objetivos empresariais e os produtos/serviços que você oferece. Por isso, quanto mais específicos forem seus objetivos, melhor.  

Um público-alvo bem definido vai ajudá-lo a criar uma identidade e uma linguagem coerentes, além de guiá-lo em termos de conteúdo, canais de distribuição e avaliação estratégica.

Você pode traçar o perfil do consumidor com dois tipos de dados:

  • Dados primários: entrevistas, questionários e conversas diretamente com o público alvo
  • Dados secundários: de pesquisas do IBGE e organizações setoriais a informações de Google Trends, Google Analytics (que analisa as métricas do seu site) e Facebook Insights (que compara páginas naquela rede social)

Quer saber mais sobre a jornada do cliente e tornar sua empresa online mais estratégica? Assista ao Loft Talks especial sobre o tema!

3.Defina o modelo de negócios

Comecemos pela diferença entre modelo de negócios e plano de negócios. O modelo é visual, um bom ponto de partida ao seu business. Já o plano é um documento descritivo de diversas páginas, onde você se aprofunda em cada parte do modelo de negócios para agregar informações, delinear metas e prazos e detalhar os dados que baseiam suas decisões. 

Um bom jeito de começar todo esse processo é com uma ferramenta bastante famosa na área: o modelo Canvas. Você só precisa de uma folha grande papel (ou diversas delas grudadas) e alguns post-its. 

O Canvas é um mapa com as principais partes do seu negócio. É dividido em 9 blocos: 

  1. Segmento de clientes: o(s) grupo(s) que você quer atender e para quem está criando valor
  2. Proposta de valor: o que diferencia sua empresa da concorrência; quais problemas ajuda seu cliente a resolver e como
  3. Canais: podem ser de comunicação, distribuição, vendas etc. e devem incluir as preferências de abordagem dos seus clientes e custo-benefício
  4. Relacionamento com clientes: o que eles preferem e estratégias para criar vínculos
  5. Fontes de receita: quanto e como seus clientes estão dispostos a pagar pela proposta de valor
  6. Recursos principais: aqueles que são críticos para o negócio
  7. Atividades-chave: aquelas que são críticas para o negócio, como técnicas de vendas específicas
  8. Parcerias principais: entre fornecedores, prestadores de serviços e parceiros estratégicos, quem pode ser um bom apoio?
  9. Estrutura de custos: quais são os custos cruciais, os recursos e as atividades mais caros, qual o nível de priorização etc.

Se possível, tente validar sua proposta de valor com clientes ou parceiros antes de investir para valer. O feedback vai ajudá-lo a descobrir como abrir uma empresa online de forma certeira.

Acima, palestra do Sebrae explica o passo a passo para usar o modelo Canvas, que pode ajudá-lo a entender como abrir uma empresa online

4. Crie um site excelente

Como abrir uma empresa online passa, necessariamente, por criar uma presença na Internet. É preciso fazer isso com muito cuidado e dedicação, pois seu site será seu cartão de visitas para futuros clientes.

Pense em quais tipos de tecnologia você precisa para executar suas estratégias. Se quiser um site com uma ótima galeria de fotos para expor as imagens de apartamentos, por exemplo, precisa optar por um layout que privilegie as imagens. E não se esqueça de tornar seu site responsivo, ou seja, apto a ser bem navegado também por celular!

É importante que seu site seja pensado para facilitar o fluxo do cliente que chega ali. 

  • Deixe seus contatos sempre visíveis (como e-mail, formulário de contato e, caso utilize, link para WhatsApp Business) 
  • Linke suas páginas nas redes sociais
  • Preste atenção no conteúdo: utilize imagens bonitas e sempre revise o português
  • Mantenha as informações de seu portfólio atualizadas e completas

Você também pode oferecer serviços online gratuitos para agregar mais valor ao visitante e, ao mesmo tempo, construir laços de confiança. Isso pode incluir:

  • Criar conteúdos gratuitos como e-books, checklists e vídeos 
  • Oferecer reuniões online
  • Criar uma sessão de perguntas frequentes sobre sua área de atuação

Quando seu site já estiver no ar, você pode avaliá-lo de tempos em tempos para entender o comportamento dos usuários. Ferramentas gratuitas como Mouseflow, Hotjar e Google Analytics vão ajudá-lo a descobrir tempo em página, cliques mais frequentes e muito mais.

Na palestra do Sebrae acima, Gustavo Mota, fundador e CEO da We Do Logos, fala sobre como criar e manter um site de sucesso

Quer saber como vender um apartamento rápido? Aprenda a otimizar esse processo!

5. Mapeie as plataformas existentes no seu segmento

Uma das parcelas do modelo Canvas trata de parcerias estratégicas, que podem tomar diversas formas. Como abrir uma empresa online é algo que existe especificamente na internet, faz todo sentido mapear as plataformas que dialoguem com sua proposta de valor, certo?

No caso do mercado imobiliário, isso significa entender os modelos e os diferenciais de diversas plataformas de imóveis. A da Loft, por exemplo, oferece tanto apartamentos à venda para apresentar a seus clientes como compra à vista e anuncia imóveis com exclusividade, agilizando todo o processo e agregando valor a cada passo.

Além disso, a Loft possui um programa de parceria gratuito para corretores de imóveis e diversos outros serviços que você pode oferecer ao seu cliente, como assessoria jurídica e de financiamento imobiliário.

6. Faça a análise da concorrência

Pesquise negócios que tenham características similares ou idênticas às suas. Analise principalmente seus preços, qualidade, sazonalidade, características de produtos e/ou serviços e como eles são disponibilizados para o público-alvo. Munido dessas informações, você vai identificar os pontos fortes e os pontos fracos de cada um.

Complete essa fase com informações gerais do segmento, como de associações e sindicatos e notícias do setor, para identificar novas oportunidades que a concorrência ainda não viu.

7. Planeje a divulgação de forma estratégica

As ferramentas tecnológicas da Internet transformaram completamente o campo do marketing. Ao se aprofundar sobre as preferências e dúvidas de seu público-alvo e sua forma de consumir informações, você pode divulgar sua empresa online de forma muito mais estratégica – seja através de e-mail marketing, marketing de conteúdo ou marketing imobiliário em geral.

Claramente há muito para explorar por aqui, certo? Para começar com o pé direito, assista gratuitamente à Loft Talks: Estratégias de marketing para o corretor de imóveis!

Conclusão: abrir uma empresa online faz diferença

A discussão sobre como abrir uma empresa online no Brasil é cada vez mais inerente ao ato de empreender em si. Sem uma presença digital mínima, é difícil sobreviver no mercado. 

E levá-la a sério mesmo – mergulhando nas ferramentas, estudando temas como marketing digital, coletando feedbacks e ajustando suas estratégias sempre que necessário – torna possível ampliar seu leque de possibilidades de forma constante, dia e noite. Utilize o mundo digital a seu favor!
Leia também: Loft indica: 5 livros de negócios para ler durante e pós-quarentena