automacao-residencial-loft

Automação residencial e smart home: a casa do futuro já existe

7 MINUTOS DE LEITURA

Levar a tecnologia para dentro de casa pode economizar recursos, diminuir o risco de danos a utilidades domésticas e aumentar seu tempo de lazer; confira os benefícios de investir nas novidades tecnológicas para o lar

À primeira vista pode até parecer uma casa que só existe em filme. Climatização e fechaduras acessadas por controle remoto, lâmpadas ligadas por sensores de presença e ambientes integrados pela tecnologia. Ter um lar todo conectado está muito mais próximo do nosso dia a dia do que podemos imaginar e envolve duas possibilidades: automação residencial e smart home. 

Antes que você comece a se perguntar: “o que é automação residencial? E smart home, o que é?”, fique tranquilo que já vamos explicar tudo. Primeiro, tenha em mente que o princípio entre os dois é o mesmo, facilitar as atividades dentro de casa. 

O que diferencia os dois termos é que na automação residencial, segundo o arquiteto Pietro Terlizzi, as atividades serão comandadas e programadas de acordo com o que o morador acredite que haja necessidade, e a smart home ‘sabe’ quando cada dispositivo deve ser acionado automaticamente. 

O que é automação residencial e como transformar o lar em uma smart home?

A Associação Brasileira de Automação Residencial e Predial (Aureside) define o que é automação residencial. Para a entidade, trata-se do funcionamento dos diversos sistemas de uma casa de forma integrada.

Praticamente tudo pode ser automatizado em uma residência: as instalações luminotécnicas, o acionamento de cortinas e persianas, a irrigação do jardim, a limpeza da casa, a abertura e o fechamento de portas e janelas, a climatização e o monitoramento de segurança, por exemplo. E é possível fazer tudo isso a partir de um único aparelho, como um smartphone.

“Já smart home é o termo usado para um novo conceito de morar. Se trata da casa do futuro”, explica Pietro Terlizzi. “Esse é o termo para a inserção de uma vasta gama de itens de alta tecnologia disponível no mercado para prover maior comodidade e conforto que precisamos dentro de nossas casas, sem termos que nos preocupar em programá-las.”

Para transformar seu lar em uma smart home ou apostar na automação residencial não há um valor fixo. É necessário escolher os itens que serão instalados em cada ambiente da casa ou apartamento e a empresa que vai executar a tarefa para saber quanto tudo isso pode custar.

automacao-residencial-controle-loft
Quase todas as partes da casa podem ser automatizadas: da temperatura à limpeza

“É preciso compatibilizar todas as questões operacionais juntamente com os outros sistemas da casa, como a parte elétrica/ hidráulica/ dados, para que o sistema funcione conforme esperado”, destaca o arquiteto.

Os benefícios das novidades tecnológicas

A tecnologia que a automação residencial e a smart home levam para o lar pode diminuir o tempo gasto nas atividades domésticas. Esses minutos a mais podem depois ser convertidos em momentos de lazer. Um exemplo é a irrigação das plantas. 

Você é um apaixonado pelo verde em casa, mas ainda não acertou a mão nos cuidados com a horta para apartamento? Uma startup de Hong Kong criou uma horta cuja rega é automática. É preciso apenas encher um recipiente que vem acoplado nela, e ele vai irrigar as plantas, como mostra a Casa Vogue.

As novidades tecnológias também contribuem para reduzir o consumo de energia da casa. O arquiteto Pietro Terlizzi afirma que, em tese, a automatização dos ambientes deve economizar energia porque as ferramentas calculam exatamente a hora em que, por exemplo, um ambiente precisa acender ou apagar uma luz e abrir as cortinas e as persianas. “Assim como aumentar e diminuir a temperatura do ambiente de acordo com as condições climáticas daquele momento”, ressalta.

E não para por aí. O arquiteto lembra que o avanço da tecnologia está trazendo outros benefícios. Os aparelhos têm, cada vez mais, diminuído ou eliminado os cabos e fios que ficavam espalhados pela casa, o que colabora para melhoria estética de cada ambiente. 

Se você tem animais de estimação em seu lar, a automação residencial também pode te ajudar. Seu pet pode ser monitorado 24 horas por dia – uma opção muito útil especialmente para quem passa o dia longe de casa, no trabalho – por um câmera que filma em alta definição. De acordo com o portal R7, os donos podem ainda falar com os bichinhos e até jogar petiscos por meio de um aplicativo de celular.

Já a Consumer Electronics Show, a maior feira de tecnologia do mundo, apresentou este ano o Mookkie, um pote de ração que reconhece os rostos dos animais. A ferramenta usa o mesma tecnologia que os smartphones adotam para destravar os aparelhos. Ao reconhecer o rosto do pet, o Mookkie libera comida somente a ele, evitando que outros animais da casa ‘roubem’ a comida uns dos outros.

Segurança residencial

Usar a automação residencial ou ter uma smart home pode melhorar também a segurança residencial. Câmeras, sensores, alarmes e trancas de casas e apartamentos são ferramentas que podem ser acionadas e monitoradas à distância.

“Como o uso dessas ferramentas estão ligadas geralmente à internet e redes bluetooth, é importante que toda essa instalação seja feita por uma empresa especializada, para que o sistema não possa ser ‘invadido’ e controlado por outra pessoa”, recomenda o arquiteto Pietro Terlizzi.

automacao-residencial-relogio-loft
A automação pode ajudar a controlar tudo em sua casa, inclusive os dispositivos de segurança residencial

Utilidades domésticas também são fonte de lazer

Agora que já falamos sobre como a automação residencial e a smart home trazem segurança, conforto e economia do nosso tempo, vamos à parte da diversão e lazer. A Consumer Electronics Show exibiu ainda este ano uma TV que se enrola como se fosse uma persiana. Se você quiser dar uma festa, por exemplo, é possível ‘esconder’ a televisão da sala.

Objetos ligados a áudio e a vídeo são, segundo Pietro Terlizzi, algumas das principais utilidades domésticas no ramo de automatização de ambientes. Essas ferramentas têm a possibilidade de adaptação conforme a necessidade ou evento, como assistir a um jogo, um filme, dar uma festa ou receber a família para um jantar.

“Praticamente todos os itens relacionados à automação residencial, como tudo que utiliza tecnologia, ganham novas versões e atualizações com muita rapidez. Os itens mais usados são a parte luminotécnica, áudio, climatização dos ambientes e monitoramento de segurança”, relata o arquiteto.

A feira deste ano foi sediada em Las Vegas, no Estados Unidos. A Consumer Electronics Show apresentou também uma máquina de cerveja em cápsula. – uma adição à vida de quem já era adepto da máquina de café expresso própria.

Segundo a revista Casa e Jardim, a Aureside espera que a automação residencial atinja mais 2 milhões de imóveis nos próximos dois anos. Até hoje, a entidade registrou que 300 mil imóveis no Brasil tinham algum tipo de automação residencial em um universo de 63 milhões de residências do país. 

Se você quiser começar a vivenciar a automação residencial, a Loft está disponibilizando assistentes pessoais Amazon Echo com inteligência artificial Alexa pré programados para automações residenciais nos próximos apartamentos vendidos por tempo limitado.

Tecnologia também é a chave para compra e venda de imóveis

A Loft já nasceu com dna tecnologico, seja auxiliando quem procura a acertar na precificação dos apartamentos à venda em nossa plataforma ou mesmo para proporcionar uma experiencia de comprar agradável para quem sente que é o momento de um encontrar um novo lugar para chamar de seu.

Caso seu interesse seja buscar um apartamento ideal, confira nosso portfólio de apartamentos no site da Loft.

Outros assuntos que podem lhe interessar