Como financiar um imóvel com a Loft? Confira o passo a passo!

como-financiar-um-imovel-loft
Tempo de leitura: 5 minutos

Entenda como financiar um imóvel e como a assessoria gratuita da Loft pode ajudá-lo do começo ao fim, seja você cliente da empresa ou não

Comprar um imóvel é uma grande decisão na vida de alguém. Saber como financiar um imóvel é fundamental para encontrar a melhor oferta para você – e a assessoria gratuita da Loft pode ajudá-lo neste momento tão importante!

O que é (e por que) financiar um imóvel?

Há quem tenha dinheiro em caixa para pagar à vista por um imóvel mas, mesmo entre esse grupo relativamente pequeno, essa ideia nem sempre é a melhor

Isso porque os compradores podem ficar seriamente descapitalizados, sem reservas de emergência ou perder oportunidades de fazer aquele montante render mais em aplicações financeiras ao comprar um imóvel de outra forma – como ao optar por um financiamento.

O financiamento imobiliário é um tipo de crédito oferecido por bancos públicos e privados que permite que o tomador pague um imóvel em parcelas que cobrem, geralmente, até 80% de seu valor. E ainda permite que o trabalhador use seu saldo do FGTS para tanto!

Em 2020, com a baixa histórica da taxa básica de juros, as taxas que compõem o Custo Efetivo Total (CET) de um financiamento imobiliário também atingiram seus patamares mais baixos, tornando mais fácil e barato acessar esse tipo de crédito.

Como funciona o financiamento de um imóvel?

Depois de analisar seu perfil (o que inclui histórico de crédito e comprovação de renda, entre outros fatores), os bancos determinam quais são as condições e qual a quantia estão dispostos a oferecer.

Há diferenças entre bancos públicos e privados. Nos públicos, como Caixa Econômica Federal, há também programas com regras e taxas bem estabelecidas, geralmente voltados para quem se pergunta “como financiar um imóvel com baixa renda”

O Minha Casa Minha Vida, por exemplo, financia imóveis para rendas mensais brutas de até R$ 5 mil. Há limites de valor do imóvel (até R$ 190 mil), de localização (regiões metropolitanas/equivalentes) e de atividade financeira (você não pode ter outro financiamento ativo). 

Já no setor privado, as taxas são personalizadas caso a caso, embora mantenham-se competitivas entre si e tomem suas direções do que a Caixa estabelece

O cálculo do valor da parcela

De forma geral, calcula-se o maior valor da parcela para que custe até 30% de sua renda bruta comprovada (que pode ser composta com outros membros da família) e custeia-se até 80% do valor do imóvel. 

Ou seja, se você ganha R$ 5.000, sua parcela máxima seria R$ 1.500. E se o imóvel custa R$ 100.000, os bancos costumam cobrir até R$ 80.000. 

Isso já te dá uma boa ideia do imóvel que cabe no seu bolso, certo? A Loft já fez outro post que se aprofunda nessa conta e também oferece um simulador de financiamento imobiliário!

Amortização de parcelas

É importante destacar “parcela máxima” pois a maioria dos financiamentos imobiliários funciona com um Sistema de Amortização Constante (SAC), que faz com que o valor das parcelas caia ao longo do tempo. (Verifique esse ponto antes de assinar um contrato!)

Duração de financiamento

A duração de um financiamento imobiliário varia bastante. Tem um limite máximo: 420 meses, ou 35 anos. Como financiar um imóvel pode durar muitos anos, não é incomum que as pessoas acabem ganhando mais ao longo do tempo e optem por quitar a dívida antes da hora. 

Há também um limite de idade: o tomador não pode ter mais de 80 anos e 6 meses de idade no momento de conclusão do financiamento. Ou seja, se você tem 60 anos, seu financiamento poderia se estender por até 20 anos e 6 meses.

Como saber o custo do financiamento

As taxas e cobranças do Custo Efetivo Total (CET) do financiamento imobiliário vão além daquela que os bancos destacam em suas propagandas – é aqui que você precisa ficar de olho.

Como financiar um imóvel? Antes de tudo, saiba qual é o CET proposto por cada banco. Ele é composto por:

  • Taxa de juros do banco (aquela anunciada nas campanhas)

  • Seguros obrigatórios (do imóvel e para morte e invalidez permanente)

  • Taxa de administração

  • Taxa referencial (determinada pelo governo; hoje, ela está zerada)

Como financiar um imóvel pela Loft em 6 passos

Para facilitar o acesso ao crédito imobiliário e ajudar a revolucionar o mercado imobiliário brasileiro, a Loft criou uma assessoria de financiamento imobiliário 100% gratuita – e de portas abertas também para quem não é cliente!

Ela intermedia o contato entre você e os principais bancos do país, encarregando-se de negociar as melhores taxas do mercado e trazê-las, de forma transparente, para sua análise. 

Caso opte por alguma das opções, você ganha uma carta de crédito não-vinculante, que pode apresentar aos proprietários para comprovar que você já tem acesso aprovado àquele montante.

Se mudar de ideia no meio do caminho, tudo bem: não deve nada a ninguém. Para fechar o negócio, basta entrar em contato novamente com a Loft, agendar a assinatura do contrato junto ao banco e organizar a liberação dos fundos.

Assim, ao invés de precisar visitar diversos bancos diferentes e apresentar seu caso individualmente, com a Loft você faz tudo apenas uma vez: envia os documentos e ela se encarrega de encontrar as melhores taxas para você – mesmo no banco em que você é correntista!

Funciona da seguinte forma: 

  • Passo 1: Pré-aprovação do pedido (etapa rápida e online)

  • Passo 2: Levantamento de documentação (envio de conjunto de documentos necessários apenas uma vez) 

  • Passo 3: Aprovação de crédito junto aos bancos

  • Passo 4: Busca pela melhor taxa do mercado (a escolha final de instituição é do cliente)

  • Passo 5: Avaliação dos imóveis (momento em que o banco envia um representante para avaliar o imóvel em questão)

  • Passo 6: Contratação do empréstimo (agendamento da assinatura e da liberação de fundos)

Como financiar um imóvel: da organização dos documentos à vistoria do imóvel e à contratação do seguro, a Loft vai ajudá-lo do começo ao fim

Pronto para testar esse serviço gratuito? Clique aqui e saiba mais!

Como financiar um imóvel: quais são os documentos necessários?

Do imóvel que se quer comprar

  • Matrícula atualizada

  • Certidão de IPTU

Do comprador (pessoa física)

  • Documentos pessoais (RG e CPF)

  • Certidão de nascimento (se solteiro)

  • Certidão de casamento (se casado/a ou em união estável)

  • Documentos pessoais do cônjuge (se casado)

  • Comprovante de residência

Caso o comprador (pessoa jurídica)

  • Documentos pessoais dos sócios (RG e CPF)

  • Contrato e/ou Estatuto Social atualizado

  • Certidão de Regularidade do FGTS

Para comprovar renda (caso não seja cliente do banco)

  • Recibo da última declaração do Imposto de Renda

  • Últimos 3 holerites (para pessoas físicas contratada por empresas)

  • Extrato bancário dos últimos 3 a 6 meses (para pessoas jurídicas/autônomas)

  • Matrícula do imóvel e contrato de locação assinado (para quem tem renda devido a aluguel de um imóvel)

Atenção: na hora de pensar em como financiar um imóvel, essa é uma lista básica, mas não exaustiva dos documentos necessários. É possível que o banco peça documentação extra!

Conclusão

“Como financiar um imóvel” é uma pergunta que, hoje em dia, tem uma resposta mais otimista do que teria alguns anos atrás: é mais fácil e mais barato do que nunca!


Para tomar uma boa decisão, no entanto, é preciso saber o que um financiamento imobiliário envolve, quais são as taxas e encargos obrigatórios e qual é a melhor opção para seu caso específico e seu momento de vida. 

Felizmente, a Loft te ajuda com isso – seja você cliente da empresa ou não

Para saber mais sobre sua assessoria gratuita de financiamento imobiliário, que intermedia o contato entre você e os principais bancos do país para encontrar as melhores taxas do mercado, clique aqui!