compra-conjunta-de-imovel

Compra conjunta de imóvel: descubra quando e como é possível

3 MINUTOS DE LEITURA

Quando estamos nos preparando para realizar um sonho, toda ajuda é bem-vinda, não é mesmo? Ainda mais se estivermos falando sobre a compra de um apê, uma conquista que ficará marcada por toda a sua vida.

Uma das formas de facilitar a aquisição é a compra conjunta de imóvel, ou seja, quando você realiza um financiamento junto à outra pessoa. Essa opção é bastante procurada pela possibilidade de somar rendimentos e comprovar capacidade de pagamento na hora de passar pela famosa etapa de aprovação de crédito.

Então, para te ajudar a conhecer tudo sobre essa opção e entender se faz sentido para você, trouxemos um artigo completo. Vem ver!

Quem pode realizar a compra conjunta de imóvel?

Geralmente, a principal dúvida é se somente casais em união estável podem usufruir da modalidade. E a resposta pode ser melhor do que você esperava: a compra conjunta não é exclusiva para quem tem esse registro. 

Isso significa que você pode financiar um imóvel com seus pais, filhos, irmãos ou irmãs, e caso forme um casal com alguém, independente do tipo de compromisso, também é possível. A única exigência é que tudo esteja dentro das regras de operação de crédito de acordo com o banco escolhido para o processo. 

Vale lembrar que, na Loft, atuamos como plataforma multibanco, o que te dá ainda mais liberdade para encontrar a melhor instituição financeira para o seu financiamento

Caso ainda esteja em dúvida sobre o conceito de plataforma multibanco, o blog da Loft produziu um artigo dedicado a esse tema.

Existe algum fator restritivo que pode ocasionar a recusa, logo de cara?

Sim, é comum que os processos de compra conjunta não sejam aprovados caso uma das partes envolvidas possua restrições cadastrais, como falta de documentos pessoais ou situação financeira irregular. 

Além disso, é claro, caso a renda de uma das pessoas esteja comprometida em mais de 30%, será mais difícil ter o crédito concedido. A gente não recomenda ultrapassar esse limite, ok?

E como funciona o processo de compra conjunta, em geral?

Ao comprar um imóvel junto com outra pessoa, todos os deveres relacionados à aquisição precisam estar em dia, como pagamento de contas, impostos e todas as taxas. Nesse sentido, cada parte é responsável por pagar a quantia relativa à sua parcela de direito sobre o bem. 

Especialmente em casos de financiamento imobiliário, vale lembrar que ambos os compradores terão que pagar o saldo devedor até que seja quitado, por isso, vale planejamento em dobro.

E o que deve constar no contrato de negociação?

Esse é um ponto importantíssimo, na hora de tomar a decisão de iniciar um processo de compra conjunta, escolha uma pessoa em quem você tenha muita confiança. Também é imprescindível que sejam formalizadas todas as questões quanto à parcela que cada um possui do imóvel, além de todos os direitos e deveres, esse é o seu respaldo para evitar dores de cabeça no futuro.

E se você quer dar o primeiro passo em direção à compra conjunta do seu novo imóvel, faça uma simulação em nosso site. Cuidamos de todo o processo enquanto você foca no mais importante: seu novo lar.

Esperamos que tenha gostado do artigo, continue contando com a gente na hora de financiar apartamento.

Outros assuntos que podem lhe interessar

Assine nossa Newsletter
Assine nossa newsletter