5 dicas de sucesso para um corretor iniciante

corretor-iniciante-aprendizado-loft
Tempo de leitura: 6 minutos

A profissão de corretor de imóveis pode oferecer diversas vantagens, como bom retorno financeiro e flexibilidade de horários. Para se dar bem, porém, o corretor iniciante deve planejar a carreira e conhecer bem o mercado. Veja aqui algumas dicas de como fazer isso. 

O corretor é uma peça fundamental no mercado imobiliário. Afinal, é ele quem media a maior parte das transações de compra, venda ou aluguel de imóveis. Por ser uma profissão que acolhe pessoas de qualquer idade e formação, muitas pessoas enxergam na carreira de corretor uma boa oportunidade. 

De fato, há muitas vantagens em atuar no ramo, como o bom retorno financeiro por meio da comissão de corretagem, a flexibilidade de horários e a dinamicidade da rotina. Por tudo isso, o mercado imobiliário pode ser bastante competitivo, de modo que é importante começar com o pé direito. Aqui reunimos cinco dicas para um corretor iniciante trilhar um bom caminho na profissão. 

#1 BUSCANDO SUCESSO PROFISSIONAL: INVISTA NO PLANEJAMENTO DE CARREIRA

Para atingir sucesso profissional é essencial investir no planejamento da carreira. Assim como em qualquer profissão, ninguém se torna corretor imobiliário da noite para o dia: é preciso se planejar a médio prazo para entrar no ramo. Quem quer atuar na área precisa seguir alguns passos para conquistar o registro no Conselho Regional de Corretores de Imóveis, o Creci, órgão que regulamenta o ofício. 

A primeira coisa a fazer é se matricular em um curso profissionalizante de corretor de imóveis, que pode durar de dez meses a quatro anos, dependendo da modalidade escolhida. Todos os cursos exigem a realização de um estágio em imobiliária para a obtenção do diploma. Só depois de cumprir essas duas etapas é que o profissional pode pedir o registro no conselho e entrar de vez nos negócios imobiliários. 

Neste vídeo, o especialista Guilherme Machado dá algumas dicas para quem quer começar nessa carreira

Uma vez autorizado a trabalhar no ramo, o corretor iniciante deve ter paciência para o planejamento da carreira. “O trabalho precisa ser construído aos poucos. Se a pessoa for imediatista, não vai conseguir se desenvolver”, alerta Roberto Padula, gerente na imobiliária Lopes Maber. 

O sucesso profissional, claro, não vem do nada. “É como a construção de um prédio, que não nasce no último andar, mas tijolo a tijolo. Quanto mais tempo passa, mais reconhecido o corretor fica e mais dinheiro ganha se trabalhar bem”, diz Roberto. 

Para isso, segundo ele, o corretor iniciante precisa ter foco para realizar atividades “de base”. “Tem que ir fazendo anúncio para gerar clientes e fazer um bom atendimento para que voltem contatos de indicação”, explica. “Se você constrói uma base forte a tendência é aumentar a cartela de clientes.” 

#2 ENTENDA AS DIFERENÇAS ENTRE TRABALHAR EM UMA IMOBILIÁRIA E SER CORRETOR DE IMÓVEIS AUTÔNOMO

Trabalhar como autônomo é um caminho super possível para o corretor imobiliário e tem suas vantagens, como uma agenda mais flexível e a maior liberdade para definir as taxas de comissão, por exemplo. No entanto, essa não parece ser a melhor alternativa para o corretor iniciante. 

“Quem é novo na profissão precisa da escola das imobiliárias”, opina Keldya Pontes, corretora de imóveis na Coelho da Fonseca. “É importante trocar figurinha com outras pessoas da área, entender o linguajar e as atividades do dia a dia, saber como abordar o cliente. Tudo isso vem dessa escola.”

[Sugestão de foto]

O trabalho em equipe nas imobiliárias pode ajudar o corretor no começo da carreira

Roberto concorda e acrescenta que quando vinculado a uma imobiliária, o corretor iniciante dispõe de uma estrutura melhor para começar a trabalhar. “A vantagem é ter um banco de imóveis, com mais produtos, e uma estrutura de anúncio”, diz. “Além disso, o ambiente conta, porque um acaba ajudando o outro e o ciclo de aprendizado encurta.”

Se o profissional optar por começar a carreira como corretor autônomo, porém, existem algumas atitudes que podem ajudar nesse processo:

  • Organizar-se com planilhas, calendários e modelos de documentos
  • Investir em um software de relacionamento com o cliente
  • Criar uma boa presença online, com site e páginas nas redes sociais
  • Fechar boas parcerias (inclusive com a Loft!)

#3 CONHEÇA O MERCADO IMOBILIÁRIO

O mercado imobiliário tem muitas especificidades e para galgar uma boa atuação na área é imprescindível conhecê-las. Por isso, o corretor iniciante deve estar preparado para estudar muito e se informar o máximo que puder sobre o ramo — e, vale dizer, sobre a economia de uma forma geral. 

“As pessoas podem achar que vindo de outro mercado vão se dar bem e não é bem assim”, diz Keldya. “Tem que se estudar e se informar muito, estar sempre conectado com notícias de economia e do mercado financeiro e, principalmente, conhecer o máximo de imóveis que for possível, dos lançamentos aos mais antigos.”

Segundo Roberto, o corretor iniciante não pode se render totalmente às facilidades da internet, que ajuda muito mas pode acabar atrapalhando o processo de aprendizagem sobre o mercado — baseado justamente em conhecer e visitar diversos imóveis. “A melhor forma de começar é andar pelos bairros, saber onde tem padarias, escolas, novos empreendimentos, fotografar os apartamentos e conhecer as plantas”, sugere ele.

#4 APRENDA TÉCNICAS DE VENDA DE IMÓVEIS 

De nada adianta aprender tudo sobre o mercado imobiliário se o corretor iniciante não desenvolver técnicas de venda e negociação de imóveis. Afinal, a maior parte da sua rotina será lidando diretamente com os clientes, o que exige boas habilidades de comunicação, argumentação e persuasão

corretor-iniciante-cliente-loft
A boa comunicação com o cliente é a principal técnica de venda que o corretor iniciante deve desenvolver 

Há alguns caminhos para aperfeiçoar essas atitudes:

  • Saiba quais perguntas fazer ao cliente
  • Disponha de dados para responder as perguntas que o cliente pode fazer para você
  • Trabalhe bem o enredo das conversas com o cliente
  • Mantenha clientes indecisos por perto, tentando encontrar soluções para eles

#5 SAIBA O QUE É RETENÇÃO E PROSPECÇÃO DE CLIENTES

Entender esses dois movimentos é muito importante para o corretor iniciante que está começando a montar sua cartela de clientes. Ele deve ter em mente que se conseguir aplicar bem as técnicas de vendas e desenvolver um bom atendimento a tendência é manter os consumidores por perto. 

A retenção de clientes — isto é, o movimento de criar uma relação de confiança e fidelidade — é bastante crucial para o corretor de imóveis, que depende muito de indicações. “Se você cria uma proximidade com a pessoa, ela lembra de te indicar para outras”, diz Keldya. 

O corretor iniciante, porém, não pode depender apenas das indicações e da retenção de clientes, sobretudo no começo da carreira. É aí que entra a prospecção de clientes, ou seja, a procura e a conquista de novos contatos. 

As técnicas de negociação se mostram bem úteis nesse processo também, já que conhecer o perfil de consumidor e os imóveis que você tem a oferecer é fundamental para realizar uma boa sondagem e atrair clientes em potencial. 

Segundo Roberto, procurar por bons anúncios é uma boa forma de realizar a prospecção de clientes, já que bons imóveis atraem bons compradores. Nesse sentido, a Loft pode ser uma ótima parceira dos corretores iniciantes, já que nossos apartamentos à venda são entregues completamente reformados, a preços competitivos. 

QUANTO GANHA UM CORRETOR DE IMÓVEIS INICIANTE? 

A remuneração de um corretor de imóveis iniciante é variável e, segundo Roberto, difícil de mensurar. “As pessoas se desenvolvem em tempos diferentes e o ganho do corretor depende muito do seu desempenho”, diz ele. A Pesquisa Salarial da Catho Online, no entanto, dá uma ideia do salário médio de um corretor de imóveis no Brasil: R$ 3.251,63.

O gerente da Lopes Maber lembra, porém, que o faturamento desse tipo profissional normalmente é calculado por ano e não por mês, já que as vendas — e, portanto, as comissões, não são constante. Por isso, alerta ele, “um corretor precisa de bastante disciplina para administrar a própria vida financeira e diluir os ganhos aos longos dos meses”. 

CORRETORES INICIANTES + LOFT

corretor-iniciante-aprendizado-loft
Trabalhar com a Loft é uma ótima forma de começar na carreira de corretor imobiliário

A Loft pode ser uma ótima porta de entrada para o corretor iniciante. É possível trabalhar com a gente de duas formas, nos apresentando apartamentos para aquisição ou vendendo os do nosso portfólio de apartamentos à venda. Nós oferecemos diversas vantagens aos nossos corretores parceiros:

  • Fim do porta a porta: centralização do trabalho de vendas em um só canal
  • Entre 6% e 7% comissão pela venda de imóveis da Loft
  • Time jurídico disponível para buscar e redigir os documentos necessários para compra e venda
  • Política de vínculo entre cliente e corretor que garante recebimento da corretagem
  • Portfólio constantemente atualizado com imóveis de alto padrão nos bairros mais nobres de SP
  • Dossiês detalhados sobre cada imóvel, com plantas, projetos arquitetônicos, fotos, perspectivas e acabamentos inclusos
  • Agendamento de visitas rápido e equipe acessível online e por telefone
  • Pagamento à vista na aquisição de um imóvel por parte da Loft

Leia aqui nossa política completa para corretores e cadastre-se.