financiamento-imobiliario-educacao-financeira-familiar

Como fazer um planejamento familiar financeiro para comprar um imóvel?

10 MINUTOS DE LEITURA

A aquisição de novos bens, como uma casa própria, é quase sempre resultado de esforço e atenção às finanças por parte dos compradores. Sabemos que poupar não é tarefa fácil. No entanto, uma série de boas práticas no seu planejamento familiar financeiro pode garantir que você também consiga dinheiro para realizar o sonho da casa própria. 

Ao longo deste artigo, vamos compartilhar as melhores dicas de como você deve preparar o bolso para comprar um apartamento novo. Você verá que a alternativa de fazer um financiamento imobiliário e pagar aos poucos é uma opção vantajosa por conta dos atuais juros baixos. E que pagar parcelas pode depender só de um pouco de organização. 

Neste texto, você vai encontrar:

  • O que é planejamento financeiro familiar?
  • Qual é a importância do planejamento financeiro familiar?
  • Como fazer o planejamento financeiro familiar?
  • Como juntar dinheiro para comprar um apartamento?
  • Vantagens e desvantagens do planejamento financeiro
  • Passo a passo para a compra de um imóvel financiado

O que é planejamento financeiro familiar?

O planejamento financeiro familiar é uma forma de organizar as contas da casa. Tal organização é um caminho para reduzir despesas, de forma a conseguir juntar dinheiro para uma reserva de emergência ou para comprar um bem. 

No caso da compra de um imóvel, muita gente tem dificuldade para cortar despesas e abrir espaço para uma parcela de financiamento no orçamento mensal. O ideal, e aceito pelos bancos, é não comprometer mais que 30% da renda mensal da família com as parcelas da operação. 

Veja quando o financiamento imobiliário é ideal para você

Outra dificuldade que muitos têm é conseguir juntar dinheiro para uma entrada. Essa quantia é paga diretamente ao vendedor e não faz parte do crédito liberado pelo banco em um eventual financiamento imobiliário. Em geral, a operação de crédito pode responder por até 80% do valor do imóvel

O planejamento financeiro familiar também passa por saber onde investir eventuais sobras em vez de gastá-las. O ideal, hoje em dia, é recorrer a uma carteira de investimentos diversificada, que inclui ativos de renda fixa (como títulos do Tesouro) e de renda variável (ações). A poupança vem rendendo muito pouco – apenas 0,12% ao mês em 2020, segundo dados do Banco Central

Em 2018, uma pesquisa do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) mostrou que 58% dos brasileiros não dedicavam seu próprio tempo ao controle da vida financeira. Se você faz parte dessa estatística, saiba que medidas simples podem fazer toda a diferença na vida financeira da sua família. 

Qual é a importância do planejamento financeiro familiar?

A importância do planejamento financeiro familiar é o de fazer sobrar dinheiro no fim do mês. Isso evita dívidas desnecessárias que podem manchar seu histórico de pagamentos e causar problemas para sua família. Pode também fazer com que você guarde uma quantia para tirar do papel alguns planos. 

Você deve guardar parte das sobras para situações emergenciais. Com a outra parte, deve investir em produtos, serviços e propriedades (como um apartamento) que possam melhorar a sua vida. O recomendado é que você crie uma estratégia para aplicar esse dinheiro e fazê-lo render de alguma forma enquanto espera alcançar sua meta. 

O hábito de planejar as finanças da família é saudável e deve permanecer mesmo depois de você atingir um objetivo determinado, como comprar um apartamento. Ele otimiza a renda e evita que você tenha descontroles que possam comprometer o equilíbrio da sua família e o seu bem estar. 

Como fazer o planejamento financeiro familiar?

Fazer um planejamento financeiro familiar para a compra de um imóvel é bem simples. O conceito básico é manter o controle sobre os gastos, identificar receitas e estabelecer metas. Juntar dinheiro pra comprar um imóvel passa pelas seguintes etapas: 

  1. Estabeleça metas

Antes de mais nada, descubra quanto vale o tipo de imóvel que você deseja comprar. O objetivo aqui é estimar um valor necessário de entrada e calcular as prováveis parcelas do imóvel. Você pode fazer isso gratuitamente com o simulador de financiamento da Loft Cred. 

Para a entrada, lembre-se de que você pode usar o FGTS, dependendo do caso. Procure saber se você é elegível para usar o fundo e quanto tem disponível nele. Temos um artigo sobre o uso do FGTS no blog da Loft

Depois de entender quanto você precisa juntar e quanto você vai comprometer da sua renda, pegue papel e caneta (ou uma boa planilha de Excel) e siga as etapas seguintes. 

2) Anote as despesas:

Controle tudo o que você gasta por mês. Preencha uma tabela com suas despesas de saúde, alimentação, entretenimento, educação e outros. Depois de verificar o quanto você gasta, procure identificar oportunidades de economia. Será que seu gasto com roupas e acessórios, por exemplo, não pode ser reduzido? 

Você pode e deve estabelecer metas de economia mensal e persegui-las pelo número de meses necessário. Mas cuidado para não ser muito radical e fixar objetivos inatingíveis. 

3) Quite suas dívidas

Se você identificou oportunidades de economia, você deve direcioná-las, de imediato, à quitação de suas dívidas em aberto. Elas ficam mais caras com o tempo e podem comprometer a sua renda quando você for pleitear um financiamento imobiliário. Lembre-se que você só pode destinar 30% da sua renda ao pagamento de prestações de empréstimos e financiamentos. 

“É um direito do banco não liberar o crédito. O direito do cliente é ir ao banco e entender o motivo, e regularizá-lo junto ao banco”, ressalta Roberta Oka, especialista do time de financiamentos imobiliários da Loft. Ter outras dívidas não torna o financiamento inviável, mas diminui as suas chances. 

Sempre prefira quitar antes os débitos com juros maiores. Você pode também tentar negociá-los com os bancos credores. 

4) Não parcele, pague à vista

O cartão de crédito e o parcelamento de compras podem ser vilões da sua economia doméstica. Isso porque criam a ilusão de que você não está gastando tanto quando, na verdade, parte das despesas ficará para o mês seguinte. Isso aumenta seu poder de compra de forma artificial. 

Além disso, o cartão de crédito costuma ter taxas de juros muito altas. De acordo com o Banco Central, a taxa média de juros do cartão de crédito parcelado para pessoas físicas chegou a 146% ao ano em novembro de 2020. 

5) Economize de acordo com suas metas:

Tente não flexibilizar seu planejamento. Uma vez fixada uma meta de economia (atingível), guarde esse dinheiro todos os meses. Caso não seja possível em um deles, tente compensar no próximo. Mas procure se ater à sua meta. E não caia na tentação de gastar suas economias antes de comprar o imóvel.

Como juntar dinheiro para comprar um apartamento?

Seguindo as dicas de controle financeiro, você vai conseguir juntar dinheiro para comprar um apartamento por meio da economia que fará. Por outro lado, você também pode tentar obter dinheiro extra para alcançar o valor que precisa. Algumas sugestões são:

  • Vender um automóvel (se ele não for necessário)
  • Trabalhar para conseguir renda extra (seja por meio de projetos freelancer ou fazendo horas extras na sua empresa, se possível)
  • Caso já seja proprietário, vender o apartamento que você já tem

Vantagens e desvantagens do planejamento financeiro

O planejamento financeiro tem mais vantagens que desvantagens, principalmente se pensarmos a longo prazo. 

A educação financeira familiar permite que você mantenha gastos sob controle e se livre de dívidas perigosas. Ela facilita o acúmulo de uma reserva de emergência – dinheiro equivalente a seis meses do seu custo de vida. E também pode ajudar a família a adquirir patrimônio, incluindo uma casa própria. 

O consultor financeiro Gustavo Cerbasi comenta como pensar em um planejamento financeiro para compra de imóvel 

A desvantagem é mais imediatista. Pode ser que você consuma menos produtos e serviços que antes, e experimente uma queda no padrão de vida. Talvez deixe de investir em cursos que poderiam contribuir para sua formação ou então tirar férias com a família. Como tudo na vida, fazer um planejamento financeiro depende da definição de prioridades. 

Passo a passo para a compra de um imóvel financiado

O passo a passo da compra de um apartamento financiado costuma ser o seguinte:

  • Simulação e escolha do credor: aqui, você deve calcular de antemão como ficariam as parcelas e qual é o prazo de financiamento ideal para o seu bolso. Depois, ficar atento às ofertas dos bancos e escolher um deles, o que oferece as melhores condições para a operação. Fazer uma pesquisa com várias instituições pode evitar que o crédito saia mais caro
  • Entrega de documentação e análise de crédito: o banco escolhido vai demandar uma série de documentos (normalmente, a lista é essa). Depois, ele vai avaliar se você, candidato ao crédito, tem renda suficiente para as prestações e se tem um histórico positivo enquanto pagador. Isso minimiza o risco de atrasos e inadimplência
  • Avaliação do imóvel a ser comprado: uma empresa especializada, a pedido do banco, vai empreender uma análise para determinar o valor do imóvel
  • Análise jurídica da operação: a instituição vai avaliar se há pendências jurídicas no nome do imóvel, do comprador e vendedor que possam atrapalhar a transação
  • Assinatura do contrato de financiamento: entre banco, comprador e vendedor
  • Registro do contrato de financiamento em cartório: depois disso, o dinheiro é liberado ao vendedor pelo banco

Se você está se planejando para finalmente comprar a casa própria, a Loft Cred pode ajudar você a obter o crédito mais barato do mercado. Temos à sua disposição especialistas em financiamento que vão negociar as melhores taxas de juros para o seu contrato diretamente com os maiores bancos do país. 

Você escolhe a proposta que mais agradar, contando com a orientação do nosso time ao longo de todo o processo. Tudo é feito de forma rápida e muito segura. A melhor parte é que todo o serviço da Loft Cred é gratuito e feito online. 

Conheça todas as vantagens de financiar com a Loft Cred

Outros assuntos que podem lhe interessar