5 dicas para tirar fotografia de imóveis para vender ou alugar

cropped-fotografia-de-imóveis-loft-1.jpg
Tempo de leitura: 5 minutos

Conversamos com o fotógrafo André Vasconcelos, parceiro da Loft, e te contamos as melhores técnicas para tirar a melhor fotografia de imóveis

A qualidade dos registros fotográficos de um anúncio de imóvel pode ser o fator decisivo para que a venda seja efetivada – ou não. A fotografia de imóveis é a principal responsável por trazer mais negociantes interessados. Por isso, saber como tirar uma boa foto pode fazer toda a diferença para o sucesso de um corretor.

A equipe da Loft oferece o serviço de registro e edição de fotografia de imóveis para todos nossos corretores parceiros, ajudando a aumentar o faturamento mensal. Contamos com fotógrafos profissionais que são encarregados de fazer as melhores fotografias dos nossos imóveis a venda.

Pensando nisso, conversamos com o fotógrafo André Vasconcelos, parceiro da Loft, e contamos aqui as 5 dicas fundamentais para quem quer tirar boas fotos de imóveis e trazer mais compradores. 

1. Muita atenção para a luminosidade dos espaços

O controle da luminosidade é o coração de uma fotografia. Para quem deseja comprar um imóvel, conhecer como a luz natural incide nos espaços internos é uma prioridade. Quando for fotografar, preste atenção na forma como a luz ilumina os ambientes – seja ela de fonte natural ou artificial. 

Para saber como aproveitar melhor a iluminação dos cômodos, “é uma questão de teste”, conta André. “Dê uma ligada na luz e veja como fica… apague a luz… até você encontrar a configuração perfeita da foto que você quer chegar”, explica. 

Aproveite a luz natural

Preste atenção em como o sol se comporta nesse imóvel durante o dia, explica André. Fique de olho nos “horários que o sol estará iluminando o cômodo da melhor forma”. Veja em qual parte do dia a claridade de cada cômodo fica melhor, pois é entendendo como a luz se comporta no imóvel que “você irá conseguir usar a melhor qualidade de luz natural na casa, além de mostrar que, em certos horários do dia, a iluminação é daquele jeito”. 

Caso você não disponha de câmera profissional ou uma que consiga expor as áreas iluminadas e escuras ao mesmo tempo, “é interessante pensar em um horário que o sol esteja iluminando tudo e você consiga enxergar todas as texturas possíveis”, afirma. 

Mostre a iluminação interna do imóvel

Também é interessante “ligar todas as luzes do ambiente para mostrar como foi pensada a iluminação”, conta o fotógrafo. Registre e teste a iluminação das lâmpadas principais, lustres, abajures, lâmpadas spot, e perceba qual delas deixa a fotografia mais bonita. 

2. Mantenha a proporção das imagens

Para fotografia de imóveis, é importante se atentar à lente da câmera e o ângulo da fotografia podem dar a impressão errada dos tamanhos e proporções dos objetos e cômodos. Para diminuir essa interferência, André conta que a melhor forma é manter a tela da câmera sempre reta, e a melhor forma de fazer isso é usar algo do próprio espaço como referência. 

“As linhas verticais [do cômodo] têm que estar retas” e paralelas aos lados da lente, explica. “Quando você olha na tela da sua câmera, veja o batente da porta, a lateral da janela, um pé de mesa” e use-os como referência. “Se a linha não estiver reta, vai ter uma curvatura do início ao fim, e a gente quer limitar essa curvatura e facilitar seu trabalho”, explica André. 

fotografia-de-imoveis-celular-loft
Mantenha as linhas de janelas e paredes paralelas aos lados do registro

Utilize um tripé para dar estabilidade

Apoiar a câmera em um tripé é “fundamental para manter a proporção”, conta o fotógrafo. Além de dar estabilidade, alguns tripés mostram se a câmera está, ou não, reta. Teste as posições e a disposição dos objetos até encontrar uma boa imagem.

Mude os objetos que atrapalham ou auxiliam o registro, “puxe um pouco para trás, um pouco para frente, até você achar a foto ideal com todos os objetos colocados de forma perfeita”, afirma André. 

Cuidado com os objetos que estarão em primeiro plano

“É interessante colocar coisas em primeiro plano [mais próximas da lente] e deixar a visualização da imagem como um todo mais gostosa”, explica o fotógrafo. Mas sempre fique atento para não deformar a imagem – do cômodo ou do próprio objeto – devido à curvatura da lente.

Use objetos e pessoas como referência em espaços grandes

“Se você estiver em uma sala gigantesca, use uma cadeira, uma pessoa, ou qualquer coisa que te dê proporção do tamanho dessa sala”, explica. Na fotografia do imóvel, às vezes não é possível diferenciar espaços grandes e pequenos, se o ambiente fotografado contar só com paredes e chão. “Colocar um elemento para revelar isso sempre funciona”, afirma o fotógrafo. 

3. Registre todos os cômodos

Todo comprador quer conhecer os mínimos detalhes do espaço visitado, por isso, registre todos os cômodos e as características de cada um deles. “Você vai encontrar mais facilidade para fotografar uma sala ou um quarto do que um banheiro, mas o banheiro é tão importante quanto [os outros dois]”, explica. 

Fotografe os detalhes da arquitetura da casa. “Você precisa mostrar aquilo e a pessoa que vai olhar a foto também precisa entender”, conta.

Em cômodos pequenos, como um banheiro, é possível colocar a câmera na vertical ou fazer uma foto panorâmica para conseguir captar todo o espaço, conta André. Caso você esteja registrando com um celular, “vire ele na vertical e tente enquadrar o máximo de coisas possíveis, você pode resolver em mais de uma foto, fazer uma foto de um lado e outro de outro”, explica. 

Mostre as texturas e detalhes do ambiente

Caso o cômodo tenha uma parede texturizada, um teto trabalhado, armários sofisticados etc., registre-os. Mostrar a configuração dos cômodos é fundamental “para que a pessoa que está comprando o apartamento tenha ali tudo certinho”, afirma André. 

Mostre as áreas externas

Caso esteja fotografando um apartamento, condomínio ou casa que tenha áreas de lazer, fotografe-as. Mostre tudo que possa agregar valor à sua venda, até mesmo a fachada externa do imóvel e a rua onde o imóvel está localizado. 

4. Organize o ambiente que será fotografado

Deixe os cômodos arrumados e limpos no momento do registro. Retire objetos muito pessoais e tente criar um clima de tranquilidade e harmonia para suas fotografias. Disponha os objetos de forma agradável e bonita. 

fotografia-de-imoveis-homem-rindo-celular-loft
Planeje os detalhes e, se necessário, edite para dar acabamento

5. Para dar um acabamento às fotos, é possível utilizar editores de imagens no próprio celular

Há alguns editores de imagens disponíveis gratuitamente para celulares. Os dois melhores, que disponibilizam mais recursos, são o Adobe Lightroom e o  Adobe Photoshop Mix. Há também outros mais simples, como o Afterlight e o Pixlr. Neles você poderá fazer pequenas correções, deixando suas fotografias mais atraentes. 

Boa fotografia de imóveis é sinônimo de mais compradores interessados

Agora você já sabe como tirar uma boa foto e melhorar suas vendas. Caso queira ajuda de um profissional, a Loft disponibiliza fotógrafos que trabalham junto com nossos corretores parceiros. Nossa prioridade é dar mais segurança na precificação e compra, para que nossos parceiros vendam com mais facilidade confiança.

Conheça como a Loft trabalha com corretores e acompanhe as principais notícias sobre mercado imobiliário no nosso blog