Hackdays-na-loft

O que rolou no último Hack Day na Loft?

4 MINUTOS DE LEITURA

Saiba mais sobre esse tipo de evento da Loft e conheça as soluções vencedoras do último Hack Days!

Um hack day é um evento dedicado a resolver um problema de forma criativa, com times diversos e criação e prototipagem rápida de produtos. Na Loft, os Hack Days acontecem semestralmente e são super populares. A última edição rolou na última semana de maio de 2021 e angariou mais de 200 lofters participantes! Confira o que rolou neste post.

O que rolou no último Hack Days da Loft?

Entre 26 e 28 de maio de 2021 (e mais algumas horas da madrugada), cerca de 200 lofters se distribuíram em 21 times oficiais para participar dessa corrida, que está em sua terceira edição. O objetivo dessa vez foi criar soluções tanto externas (client facing) quanto internas (cliente interno) com base nos pilares de experiência da Loft

  • Atendimento humanizado 
  • Segurança e confiança 
  • Previsibilidade 
  • Transparência 
  • Personalização (Perfect Match) 

Esse foco mais amplo no lugar de um problema super específico é importante e foi um diferencial dessa edição. Na prática, aumentou o leque de possibilidades e incentivou ideias ainda mais fora da caixinha, que é exatamente o espírito desse tipo de evento. “Nós focamos muito mais em resolver problemas do usuário do que em premiar uma ideia que estava mais próxima de pronta”, aponta Fernando Salaroli, do time de produto da Loft e um dos organizadores dessa rodada. 

Uma jornada imersiva

Devido à pandemia, o evento foi praticamente todo online. Apenas os organizadores tinham acesso à Casa Loft, onde aconteciam os talks que balizaram o processo de criação de produtos (Como fazer um pitch? Como testar uma hipótese? E por aí vai) e também incluíram uma convidada especial e temas menos óbvios, como inteligência emocional. 

Essa jornada imersiva tinha duas funções: manter clara a dinâmica do Hack Days (qual deveria ser a próxima etapa para o grupo? A talk “responde”!) e introduzir esse universo da criação de produtos a lofters de outras áreas, ampliando assim seus conhecimentos sobre a Loft como um todo.  

Assim, o evento se dividia entre momentos de criação e troca dentro dos times e também momentos de aprendizado com palestras e mentorias. (E, claro, descontração com um happy hour no dia da premiação!)

E quais foram as soluções desse Hack Days?

Agora a parte que todo mundo quer saber: quais foram as boas novidades que saíram do último Hack Days da Loft? “Os grupos se dedicaram muito, eu estava recebendo protótipos às quatro e meia da manhã”, diverte-se Fernando. “A gente brinca que a barra está subindo cada vez mais.”

Confira abaixo as soluções que podem se transformar, em breve, em novas soluções para o dia a dia da Loft:

  • Broker Force: um CRM que corretores parceiros da Loft podem usar para facilitar sua rotina e gerir seus contatos
  • HomeList: um “mix” de playlist do Spotify e anúncio de apartamentos, cria listas personalizadas de acordo com temas (por exemplo: sala ensolarada ou proximidade a parques)
  • Portal de anúncios: interface de back office para integrar os vários sistemas envolvidos nos anúncios de apartamentos da Loft, facilitando o acesso, leitura e alteração de informações

O que a Loft ganha ao investir em Hack Days?

Mover centenas de pessoas de seus trabalhos diários para uma maratona de 3 dias e organizada de um jeito capaz de engajar durante todo esse período exige planejamento e investimento. Não é algo trivial, tanto que existem até manifestos internacionais sobre como organizar bons hack days.

Para a Loft, que faz Hack Days semestralmente, é um investimento que claramente vale a pena em muitas frentes. “As pessoas acabam criando conexões e conseguem experimentar o trabalho de áreas diferentes – alguém de supply pode entrar de cabeça num desafio de vendas”, exemplifica Fernando. “E aí você começa a ter mais noção de como outras áreas funcionam e saber como a Loft funciona como um todo.”

Além deste efeito de integração, que fortalece a cultura de trabalho conjunto e a diversidade de ideias, surgem também benefícios claros em termos de produtos. “O ganho que nós temos no sentido de velocidade de aprendizado em relação ao consumidor, os protótipos que criamos… O Hack Days acaba se pagando. No final, as soluções que aparecem acabam sendo super eficientes e, com qualquer ganho de eficiência, a empresa também ganha”, conclui Fernando.

Outros assuntos que podem lhe interessar