investir-terreno-ou-apartamento

Investir em terreno ou em apartamento: o que é melhor para o bolso?

8 MINUTOS DE LEITURA

Para quem quer investir em bens imobiliários, é bom saber: terrenos e apês são diferentes em vários aspectos. Entenda! 

Investir em bens imobiliários é algo a se considerar aqui no Brasil, já que permite diversificar o patrimônio financeiro e tem potencial de valorização. 

Mas quem fica em dúvida entre investir em terreno ou investimento está encarando uma dúvida bem pertinente. É verdade que os dois são bens imobiliários e fazer uma boa escolha envolve análises parecidas, mas também tem diferenças. Neste post você descobre algumas delas.

Leia também: Dicas de sucesso para se tornar um investidor imobiliário

Investimento em terreno ou apartamento: Prós e contras

Primeiro, é bom começar com o seguinte aviso: não existe uma escolha melhor que a outra, seja terreno ou apartamento. Tudo depende das circunstâncias, do valor que você tem para investir e o que espera do retorno desse investimento. Tá certo?

Terrenos

Pró: Terreno pode virar qualquer coisa

Aos olhos de uma empreiteira, construtora ou uma pessoa que tenha planos para algo ali, um terreno limpo em uma área estratégica é um super atrativo. Dá para atrair vários tipos de potencial comprador com ele. 

Pró: Pode ser mais barato

Não quer deixar o dinheiro parado no banco em um fundo que não tá rendendo quase nada? Um terreno pode ser uma alternativa. E justamente por não ter nada construído, pode ser mais barato de comprar se não estiver uma área que já é hiper valorizada.

Pró: Pouco custo de manutenção

Normalmente, donos de terrenos só pagam IPTU enquanto aguardam sua valorização.

Pró: Potencial de valorização

Pode ser que você acerte na sua escolha de tal forma que aquele terreno se valorize muito. Avalie bem o entorno e estude tanto o presente quanto os planos que empreendedores, prefeitura e governo estadual podem ter para aquela área.

Contra: Pode ser que não valorize

É uma possibilidade, não dá para mentir. Por isso é tão importante investigar os arredores: assim você consegue alinhar suas expectativas de valorização e saber quando é o momento de fazer um bom negócio. 

Contra: Exposição à natureza

Pode ser que o terreno alague, submerja, pegue fogo… Quando não tem alguém lá, uma intempérie pode causar prejuízos e você terá que lidar com eles.

Contra: Terrenos diferentes têm geografias diferentes

As características do terreno fazem toda diferença no seu preço. Pense na topografia: para construir alguma coisa em um terreno, ele precisa ser nivelado. E se ele for super inclinado, isso fica mais caro – e aí vão querer pagar menos por ele.

A mesma coisa vale para as dimensões (terrenos retangulares ou quadrados são mais valiosos do que algo disforme) e o clima (nível de exposição a sol, chuva, vento, etc.).

Contra: Legislações impactam os terrenos

Um exemplo: um terreno não construído perto de uma região de preservação ambiental pode ter várias limitações, atraindo menos compradores. Pesquise as leis que impactam ou limitam construções naquele terreno antes de comprar.

Apartamentos

Pró: Renda com aluguel

Investir em apartamento para alugar é o motivo mais comum nessa categoria. Afinal, nada mal, né? Você diversifica seu patrimônio financeiro e ainda ganha renda com o aluguel!

Pró: Mais seguro e, por isso, mais buscado

Nas grandes cidades, as pessoas se sentem mais seguras morando em apês do que em casas. Então tem mais potenciais compradores para um apartamento do que para um terreno. 

Pró: Potencial de valorização

Do mesmo jeito que mudanças no entorno do terreno podem jogar seu preço lá pra cima, mudanças em torno de um apê também fazem isso. 

Pró: Potencial mais claro

Obras nos centros urbanos precisam seguir uma série de regras que você pode pesquisar. Tem o Plano Diretor Estratégico Municipal, por exemplo, que determina o que pode e não pode ser construído e quais são as prioridades construtivas da cidade ao longo de 10 anos. Com um pouco de paciência na leitura, fica mais fácil avaliar regiões que devem ser valorizadas ao longo desse período – e acertar no potencial. 

Contra: Lidar com (ou nenhum) inquilino

Pode ser que seu apê fique sem inquilino por um tempo, acarretando em custos para você, ou pode ser que você tenha que lidar com inadimplência e fique sem essa renda do aluguel. Acontece!

Contra: Pode ser que não valorize

Pode ser que uma série de fatores se junte e traga mudanças imprevisíveis para a região. Aí seu apê pode não se valorizar ou, pior!, desvalorizar. Ficar de olho no desenvolvimento da área vai ajudá-lo a evitar isso.

Investir em apartamento na planta vale a pena? Leia aqui!

Como investir em terrenos

Investir em terrenos exige gastar um pouco da sola do sapato ou, mais provavelmente, do pneu do carro. Você vai precisar visitá-lo em pessoa para entender a região, a condição do terreno e o que está imediatamente em volta dele. 

Também vai precisar pesquisar os preços de terrenos parecidos por ali para saber se o valor está em linha com a realidade e buscar informações sobre obras ou áreas de preservação planejadas para aquela região.

No caso dos terrenos, é ainda mais importante verificar a segurança jurídica daquela compra. Comprar um terreno que não esteja regularizado em um cartório pode significar que você está comprando algo que não existe perante a lei e que não pode ser vendido – e aí você pode perder todo o dinheiro colocado ali. 

Como investir em apartamentos

Investir em apartamento é como qualquer outro tipo de investimento: você precisa pesquisar bastante para se sentir seguro e fazer a escolha mais acertada para seu momento financeiro.

Lembrando que comprar um apê para morar não é a mesma coisa que comprar um apê para investir: no primeiro caso, como você está morando nele, não tem nenhuma renda vinda de aluguel ou venda. 

Outro ponto que vale ressaltar: se você for investir em um apartamento alugando-o, lembre-se que vai precisar de locatários. Quando estiver sem gente morando ali, você vai precisar pagar os custos mensais (IPTU e condomínio, basicamente).

Agora, para investir em um apartamento você precisa saber qual comprar. Aqui estão duas dicas de ouro para fazer boas escolhas:

Muita atenção na localização

A infraestrutura é boa ou, se não for, tem planos para melhorar em breve, como a chegada de um novo metrô? É um bairro cheio de apês para alugar ou eles são rapidamente alugados? Qual o perfil dos moradores e comerciantes? Como é a mobilidade? Quais são os atrativos locais? Quais são os prós e contras para quem mora por ali?

Estado de conservação do apê e do prédio

Pense como o inquilino: quais são as vantagens que aquele apê oferece? Tem como atenuar as desvantagens? Você precisa fazer alguma reforma para tornar o imóvel mais atraente e, se sim, vai custar quanto? Tem garagem? 

O perfil da região vai te ajudar a entender o perfil do morador, e aí fica mais fácil afunilar, em termos de ganhos financeiros, o que faz mais sentido. Um apartamento grande numa área universitária, por exemplo, pode ser uma boa escolha para que alunos compartilhem.

Seja investindo em terreno ou apartamento, não se esqueça da segurança jurídica

Ficar bem atento às questões jurídicas na hora de comprar seu bem imobiliário faz toda a diferença entre aumentar seu patrimônio e adquirir uma dor de cabeça.

Não pule esse passo: verifique toda a documentação do imóvel e do vendedor antes de assinar os papeis. Se estiver em dúvida, vale a pena buscar uma assessoria imobiliária

Decidiu por investir em apartamento? A Loft tem apês nos melhores lugares de SP e do RJ!

A Loft é uma das startups mais valiosas do Brasil e garante variedade de plantas, apês incríveis, assessoria de financiamento imobiliário gratuita e serviço de compra e venda segura. Para quem quer investir em apartamento, é uma parada certeira! 

Confira aqui apartamentos à venda disponíveis no site da Loft!

Outros assuntos que podem lhe interessar

Assine nossa Newsletter
Assine nossa newsletter