Corretor, entenda como estruturar sua organização financeira

organizacao financeira loft
Tempo de leitura: 5 minutos

Confira dicas sobre organização financeira para que você consiga se afastar de possíveis dívidas e se aproximar cada vez mais da estabilidade pessoal e profissional

Para tornar-se um corretor de imóveis de sucesso é necessário ter dedicação, estudo, disciplina e um algo mais que atende pelo nome de organização financeira. E por que isto é importante? Porque ter planejamento financeiro vai te trazer segurança e estabilidade profissional.

Neste artigo, vamos mostrar um passo a passo sobre como se organizar nesse assunto. Este é um processo fundamental para a saúde financeira de quem quer ter êxito na carreira de corretor de imóveis.

Organização financeira: por que devo fazer?

Boa parte da vida profissional do corretor ocorre fora do escritório. Esta rotina pode elevar gastos com alimentação, com combustível, com internet e telefone celular, por exemplo. A chance de você se perder nos gastos é alta e, por isso, consolidar ganhos e pagamentos mês a mês e fazer previsões para o ano seguinte é a melhor saída.

A organização financeira pode ser feita por meio de aplicativos, em tabelas no programa Excel ou mesmo à mão em uma folha de papel para cada mês ou ano, por exemplo. O uso da tecnologia pode facilitar a sua vida, já que é possível configurar as planilhas de forma com que você insira os dados e, assim, elas mostrem os resultados automaticamente.

LEIA TAMBÉM: Listamos 9 ótimas técnicas de vendas imobiliárias

Os 7 passos para organizar sua vida financeira

Se manter atento para não criar despesas desnecessárias e para agarrar oportunidades de poupar, ou seja, de não ceder a impulsos consumistas, vai ajudá-lo a ser mais independente financeiramente. Listamos algumas importantes dicas para que você possa evitar (ou se livrar de) dívidas:

1. Identifique seus ganhos e gastos

Comece sua tabela anotando quais são seus ganhos líquidos, ou seja, aquilo que chega a você após serem descontados os impostos. Some tudo e, caso tenha alguma renda extra, inclua também.

O próximo passo é anotar todos os seus gastos, desde os básicos, como luz, gás, água e supermercado, até as despesas com lazer, cartão de crédito e outras compras. Some tudo o que você gastou, da mesma forma que fez com os ganhos.

Feito isso, compare o que você ganha com o que você gasta. Como está sua vida financeira? Está gastando mais do que ganha? O contrário? Mais ou menos a mesma coisa? Vamos para a próxima etapa.

Saiba como fazer seu planejamento financeiro e comece hoje mesmo!

2. Estruturar o orçamento melhora as suas finanças

Pegue seus gastos e os organize, separando-os em despesas variáveis e fixas. Agora, faça uma outra lista desmembrando os gastos em três categorias: valores que você precisa gastar, valores que você quer gastar e o quanto você quer poupar.

Uma dica é tentar pagar todas as suas contas em dia para evitar juros desnecessários. Ou melhor, pague as contas no dia que elas chegarem para você não correr o risco de esquecer e pagar com juros ou, pior, gastar o dinheiro que deveria quitar o boleto.

Se você já estiver pagando alguma dívida, priorize esses pagamentos. Corte o máximo de gastos supérfluos que conseguir para se livrar das dívidas. Isso é primordial para a organização financeira pessoal.

Aqui, um outro ponto importante da organização financeira é: nunca gaste um dinheiro que você não tem. Por exemplo, digamos que você fechou uma venda de um imóvel e o valor vai ser recebido no mês que vem. Não comprometa esse valor antes de ele cair na sua conta. Afinal, imprevistos acontecem e o dinheiro pode não chegar no prazo combinado.

3. Faça planejamentos mensais e anuais

Além dos planejamentos mensais, faça também uma organização financeira anual. Se você estiver começando a fazer sua planilha financeira e não souber o quanto gasta a cada mês, pegue suas contas do ano anterior, some e divida por 12 para obter uma média. Use isto como uma previsão do que pode vir no ano seguinte.

4. Acompanhe o fluxo do seu caixa

Fluxo de caixa, explica o Sebrae, é importante pois garante uma visão do presente e do futura de suas finanças. Isto porque esta é uma ferramenta que registra os recebimentos, os pagamentos e os previstos.

De acordo com a instituição, acompanhar o fluxo de caixa permite “antecipar algumas decisões importantes, como a redução de despesas sem o comprometimento do lucro, e o planejamento de investimentos”.

“O objetivo dessa ferramenta é apurar e projetar o saldo disponível para que exista sempre capital de giro, para aplicação ou eventuais gastos”, afirma o Sebrae. “É uma excelente ferramenta para avaliar a disponibilidade de caixa e a liquidez.”

LEIA TAMBÉM: Entenda como funciona a sazonalidade no mercado imobiliário

5. Use a tecnologia a seu favor

Como já mostramos no blog da Loft, uma das mais fortes tendências do mercado imobiliário é o uso de tecnologia. Se você preferir fazer sua organização financeira pelo computador, o site G1 publicou uma maneira de fazer planilha muito interessante. Veja aqui.

Já se optar por usar um aplicativo, leia o que a plataforma Valor Investe, do jornal Valor Econômico, analisou de cada um destes: Organizze, Minhas Economias, Mobills e Guiabolso. Clique aqui para saber mais sobre cada um deles.

6. Mantenha uma reserva de emergência

Aqui vai mais uma dica: trate sua poupança como algo inegociável. Estipule um valor para guardar todo mês e não use-o para outra coisa. Para isso, faça cortes sobre valores que você deseja gastar, como compras de roupas e eletrônicos.

Fazer uma poupança é importante mesmo se você ainda não tiver um objetivo em mente. Isso porque ela pode se tornar uma reserva de emergência. Se algum imprevisto ocorrer, você vai dar conta de resolvê-lo sem precisar recorrer a empréstimos, por exemplo.

7. Atualize suas planilhas regularmente

É importante revisar sua finanças mês a mês. Isto porque gastos muitas vezes são despesas variáveis e pode ser que você precise fazer algum ajuste.

APROVEITE OS MATERIAIS GRATUITOS LOFT

A Loft acredita que o aprendizado contínuo é peça-chave para quem quer se destacar no mercado imobiliário. Para tanto, oferece cursos online gratuitos para corretores de imóveis no Loft Pro. Criados por especialistas nos temas, eles podem ser feitos a qualquer hora e rendem um certificado de conclusão para adicionar ao seu currículo.

E não é só: a Loft cria constantemente novos materiais educativos e igualmente gratuitos, em vídeo e PDF, como guias com os melhores bairros de SP ou dicas de como investir em imóveis e bate-papos sobre como otimizar a jornada do cliente ou precificar imóveis. Confira aqui!

TORNE-SE UM PARCEIRO DA LOFT!

Atualmente, a Loft conta com mais de 11 mil corretores parceiros e quer que este número cresça cada vez mais. Para se tornar parceiro, você só precisa preencher um formulário rápido e gratuito

Entre as grandes vantagens de ser nosso parceiro estão o fim do porta a porta (você pode vender imóveis com a Loft e para a Loft), um portfólio crescente de alto padrão, uma política clara de vínculo entre cliente e corretor e uma comissão de até 7% pela venda de imóveis da empresa. Contamos ainda com um app para facilitar o dia a dia dos parceiros, o Loft Corretores

Confira nossa política para corretores neste link e cadastre-se hoje!