Qual o prazo máximo para financiamento de imóvel? Descubra aqui

prazo-financiamento-imovel-loft
Tempo de leitura: 4 minutos

Bancos podem oferecer até 420 meses, mas há uma variável importante para determinar prazo máximo para financiamento de imóvel: sua idade. Entenda!

O prazo máximo para financiamento de imóvel vem crescendo no Brasil, acompanhando o aumento na longevidade dos brasileiros, e hoje está em 35 anos (420 meses)

Dentro desse teto, as instituições financeiras podem selecionar os prazos com que querem oferecer aos clientes, sendo mais comuns aqueles de 5 (60 meses), 15 (180 meses) e 30 anos (360 meses).

Como definir o melhor financiamento imobiliário para você depende de seu caso e momento financeiro específico, é preciso estar atento às condições dos financiamentos mais longos, em que acabam incidindo mais juros. Em resumo: nem sempre a solução mais vantajosa para seu bolso será aproveitar o prazo máximo para financiamento de imóvel.

Leia também: Financiamento imobiliário durante pandemia: o que muda?

Entenda o prazo máximo para financiamento de imóvel

A duração de um financiamento imobiliário é escolhida pelo cliente, que determina o tamanho da parcela mensal que faz sentido para seu orçamento. 

Há, no entanto, leis vigentes que marcam os máximos praticados no mercado, que vem crescendo nas últimas décadas. Atualmente, o prazo máximo para financiamento de imóvel é 420 meses, o equivalente a 35 anos. 

Os bancos também utilizam uma idade máxima que o tomador pode ter na hora de contratar um financiamento, que hoje é 80 anos e 6 meses. Essa variável impacta diretamente no prazo oferecido, como você verá adiante.

Por meses

Fica a cargo de cada banco decidir qual prazo máximo ofertar. Atualmente, Caixa Econômica Federal, Santander e Banco do Brasil optam pelo limite máximo legal: 420 meses (35 anos). Já o Bradesco e o Itaú oferecem financiamentos imobiliários em prazos menores e de até 360 meses (30 anos). 

Por idade

Em 2010, uma resolução da Superintendência de Seguros Privados (Susep), uma autarquia do governo federal, determinou que empresas não poderiam recusar cobertura de seguro (inclusive habitacionais, que são atrelados ao financiamento) a clientes cuja idade, somada ao prazo de financiamento, seja de até 80 anos e 6 meses

Na prática, esse teto etário tornou o mercado mais uniforme e transparente e abriu mais espaço para pessoas mais velhas, visto que antes diversos bancos recusaram pessoas mais novas do que isso. 

A idade, portanto, é levada em conta na hora de decidir o prazo máximo do financiamento imobiliário. Por exemplo: se você tem 60 anos, o prazo máximo de financiamento imobiliário para você será por volta de 20 anos. A conta, como se vê, é simples: 80 – 60 = 20.

Por isso, para pleitear os 35 anos completos de financiamento imobiliário, o tomador deve ter por volta de 45 anos.

Você sabe o que é Custo Efetivo Total (CET) do financiamento imobiliário?

Falar de prazos é importante, mas não é só disso que se trata o financiamento. É preciso avaliar com muito cuidado qual é o Custo Efetivo Total (CET) oferecido por cada instituição financeira, visto que é ele que vai ditar o preço das parcelas que chegaram em sua casa nova.

O CET é composto por: 

  • Contratação de 2 seguros obrigatórios (seguro de morte e invalidez e seguro do imóvel; custam entre 0,5% e 1% de juros/ano)

  • Taxa de administração (valor fixo na parcela mensal, entre R$ 25 a R$ 100)

  • Taxa de juros anual do banco (aquela anunciada pela instituição)

  • Índice de correção atrelado à taxa de juros, como a Taxa Referencial ou o IPCA

Sistema de amortização

Além disso, é preciso saber qual é o melhor sistema de amortização. A amortização, vale destacar, é a parte de sua prestação que abate o principal, como é chamado o valor que você tomou do banco para comprar seu imóvel. 

Hoje em dia, há dois sistemas vigentes: 

  • Sistema de Amortização Constante (SAC): mantém o valor da amortização constante, o que significa que as primeiras parcelas são substancialmente mais caras. Por outro lado, elas vão barateando com o tempo e são pagos menos juros no fim

  • Tabela PRICE ou Sistema Francês: o preço da prestação é sempre o mesmo, mas o valor da amortização cresce ao longo do tempo, o que significa que o valor devido diminui mais lentamente e os juros, ao final, são mais altos

No caso de prazos longos de financiamento, o SAC é a melhor opção, visto que se paga menos juros no final. No caso de prazos curtos, é o inverso.

Simule seu financiamento imobiliário

A Loft oferece um simulador financeiro gratuito para você simular cenários, inclusive configurando seu prazo máximo de financiamento imobiliário.

Leia também: Entenda como funciona a taxa de juros de financiamento imobiliário

Loft Cred: conheça a assessoria de financiamento imobiliário gratuita

O financiamento imobiliário é uma operação de crédito complexa, cheia de detalhes e de enorme impacto na vida financeira de alguém. 

Por isso, como parte de sua missão para revolucionar o mercado imobiliário como um todo, surgiu o Loft Cred, a assessoria de financiamento imobiliário 100% gratuita da Loft que oferece um time de especialistas para atendê-lo do começo ao fim – das primeiras dúvidas à assinatura do contrato. 

Além de conseguir as melhores taxas do mercado e financiar até 90% do valor do imóvel, você ainda poupa tempo centralizando toda a documentação e negociação em um único canal!

6 passos para financiar com a Loft Cred

  • Passo 1: Pré-aprovação do pedido (etapa rápida e online)

  • Passo 2: Levantamento de documentação (envio de conjunto de documentos necessários apenas uma vez)

  • Passo 3: Aprovação de crédito junto aos bancos

  • Passo 4: Busca pela melhor taxa do mercado (a escolha final de instituição é do cliente)

  • Passo 5: Avaliação dos imóveis (momento em que o banco envia um representante para avaliar o imóvel em questão)

  • Passo 6: Contratação do empréstimo (agendamento da assinatura e da liberação de fundos)

Gostou? Saiba mais sobre o Loft Cred!