O que é remarketing e como utilizá-lo para converter mais clientes

remarketing
Tempo de leitura: 3 minutos

Entenda o que é remarketing, como ele funciona no Google, Facebook e Instagram e suas vantagens para corretores de imóveis

Lembra daquela vez que você procurou o preço de um tênis ou uma passagem aérea e notou que, nos dias seguintes, todos os anúncios online com que esbarrava tocavam no mesmo assunto? Não era mágica, nem perseguição: era remarketing!

O que é remarketing?

Afinal, o que é remarketing? Trata-se de uma estratégia de marketing digital que mostra anúncios no Google, Facebook e Instagram para usuários que já expressaram interesse online em seus produtos ou serviços.

Como o nome entrega, é refazer o marketing para aumentar suas chances de converter aquele interessado em negócio. A grande vantagem do remarketing é falar com um público que já sabe que você e sua solução existem, então já está mais disposto a adquiri-la.

Isso acontece mesmo que tenham interagido muito pouco: uma única visita ao seu site já “carimba” aquele computador ou celular com um cookie, um arquivo identificador temporário que pode ser reativado pelas plataformas de publicidade específicas das empresas.

Para chegar nas telas desses possíveis clientes, sua principal tarefa é criar listas de remarketing nessas plataformas, onde é possível selecionar os critérios e o período que você deseja com alto grau de granularidade e segmentar tudo de forma precisa.

Há também a parte de criação dos textos dos anúncios e banners, que devem ser capazes de captar a atenção do usuário e trazê-lo de volta. Assim, você consegue garantir que quem viu um imóvel nos Jardins em fevereiro receba, ao longo do mês seguinte, anúncios como “Grande oportunidade nos Jardins” ou “Por que morar nos Jardins hoje”, por exemplo.

É importante destacar que essa é uma estratégia de marketing digital paga e você precisa investir financeiramente para utilizá-la. O valor, claro, é você quem decide!

O que é remarketing no Google Ads

No Google, o remarketing pode ser feito de duas formas via Google Ads, sua plataforma especializada:

  • Rede de display: composta pelos sites, portais, blogs e outras páginas diversas que que abriram espaço para a mídia online paga do Google
  • Rede de pesquisa: são aqueles que aparecem nas primeiras posições dos resultados do Google com a tag “anúncio” ao lado; todos os outros sites da empresa também contam 

O vídeo acima, do Google Ads, explica o remarketing de forma simples

O que é remarketing no Facebook Ads

No Facebook Ads, plataforma que também se aplica ao Instagram, é possível criar anúncios que aparecerão:

  • Na barra lateral do Facebook
  • No feed do Facebook e/ou do Instagram

Quais são as vantagens do remarketing?

  1. Conversar com quem já te conhece e está perto do próximo passo
  2. Continuar na cabeça do potencial cliente
  3. Aumentar seu alcance sem perder oportunidades
  4. Criar listas de segmentação precisas e que interagem com suas outras estratégias de marketing digital
  5. Aumentar a taxa de conversão e de negociações imobiliárias!

Como o corretor pode utilizar o remarketing?

Lucas Origuela trabalha com remarketing na Loft. Ele sugere que, para traçar sua estratégia de remarketing, o corretor de imóveis pense a jornada de compra do cliente (com as etapas conscientização, consideração, compra e fidelização) em termos de online e offline.

“O remarketing faz com que a pessoa passe de uma consideração inicial para uma consideração mais profunda, como visitar um imóvel fisicamente”, explica. “No mercado imobiliário, a conversão em si – a compra e venda de um apartamento – vai acontecer no offline.”

É nessa etapa de consideração que o remarketing pode atuar, sempre visando levar o usuário a tomar o próximo passo. Por isso, é útil estrategizar o remarketing até o primeiro ponto de contato pessoal, como uma visita a um apartamento, que se tornaria o ponto de conversão online.

Suponha que alguém visitou uma página sua, mas não deixou nenhuma informação pessoal. É isso que o tornaria um lead, no jargão do marketing digital.

Você pode captá-lo de volta via remarketing com um anúncio que converse com seu interesse, atraí-lo para uma nova visita em uma página estratégica e assim conseguir seu nome e contato. “Se a pessoa, em primeiro momento, só olhou algo, eu faço com que ela volte e deixe mais informações”, resume Lucas.

E vale a pena se aprofundar nas plataformas, que são bastante autoexplicativas, para encontrar boas oportunidades.

No Facebook, por exemplo, é possível até pular um dos cliques e criar anúncios de remarketing no formato de formulários diretamente no feed da rede social. “Assim eu tenho um lead com nome, e-mail, telefone, bairro e quanto ele está disposta a investir em um imóvel”, comenta Lucas.

Como criar o texto de seu anúncio de remarketing? Confira dicas no vídeo acima!

Conclusão

O remarketing é mais uma oportunidade do expansivo universo do marketing digital, e que também funciona para corretores de imóveis.

O importante é traçar uma estratégia com começo, meio e fim e que leve em conta a jornada de compra e a comunicação com o cliente. Essa tecnologia está aí para ajudá-lo a ser mais preciso e eficaz na hora de fazer negócios. Aproveite!