rescisao-contrato-de-imoveis

Quais motivos podem levar a rescisão de contrato de compra e venda de imóvel?

5 MINUTOS DE LEITURA

Entenda como funciona a rescisão do contrato de compra e venda de imóveis usados e imóveis na planta.

Um contrato de compra e venda de imóvel é feito por escrito e firmado, por assinatura, por duas ou mais pessoas. Nesse texto estão descrições do bem a ser adquirido, sob quais circunstâncias, por quem e quais são as cláusulas vigentes. 

Tudo é negociado e acordado entre as partes antes de assinado, visto que ele estabelece obrigações e deveres de ambas.

Mas, afinal, quando é possível uma rescisão do contrato de compra e venda de imóvel? E o que acontece depois?

Contrato de compra e venda de imóvel e multa de rescisão: o que você precisa saber?

Apesar de não ser obrigatório para a compra e venda de imóvel, é muito recomendado que um contrato seja redigido para trazer mais segurança às partes. O ideal é que ele seja inclusive oficializado em cartório, visto que os chamados “contratos de gaveta” (contratos informais) são menos seguros. 

Como acontece com qualquer outro documento contratual, é possível ter uma rescisão de contrato de compra e venda de imóvel. Essa rescisão pode acontecer de diversas formas, por exemplo:

  • Causada pela vontade de ambas as partes de não prosseguir
  • Quando uma parte não cumpre seus direitos e deveres contratuais e dá causa à rescisão do contrato
  • Quando uma parte não quer mais fazer parte daquele contrato, mesmo que isso acarrete penalidades

Como anular contrato de compra e venda de imóvel?

Quem busca rescisão de contrato de compra e venda de imóvel precisa contatar a outra parte, informá-la e, assim, ambas assinam um termo de distrato, que coloca fim oficial às obrigações existentes. 

Se houver cláusulas que penalizam a rescisão sob determinadas condições, quem quebrou o contrato precisa arcar com elas. Essas cláusulas estão sempre escritas no contrato, então não são uma surpresa.

Lembre-se: se você está em dúvida sobre algo no contrato de compra e venda de imóvel, pergunte! Só assine um contrato depois de entender tudo muito bem.

Quando a rescisão de contrato dá multa?

Tudo depende de como o contrato está redigido e de quais são as cláusulas que o regem. Se uma cláusula prevê multa ou outro tipo de penalidade ao não ser cumprida por uma das partes, é possível que a outra parte faça a cobrança no momento de rescisão do contrato.

Vale dizer que o valor da multa rescisória também é estipulado entre as partes, então não existe valor fixo. 

Vamos a um exemplo prático: no caso de imóveis usados, geralmente se estipula o pagamento de sinal de entre 5%-10% do valor do imóvel. No caso de rescisão injustificada de contrato de compra e venda de imóvel por parte do comprador, esse valor fica com o vendedor. Se for uma rescisão justificada (ou seja, prevista em contrato), o vendedor tem que devolvê-lo ao comprador – não raro em dobro, conforme o contrato assinado.

Lembre-se que um contrato traz a vontade das partes, então é possível articular cláusulas que façam sentido para ambas as partes – como desistência do negócio em tal período de tempo, ou sob tais condições, sem multa.

Direito do Consumidor e desistência de compra de imóvel: como funciona?

O distrato, que é o nome dado à rescisão do contrato, está previsto no Código Civil, mas o que está escrito no Código de Defesa do Consumidor não se aplica à rescisão de contrato de compra e venda de imóveis usados.

Em outras palavras, o Direito do Consumidor não legisla sobre a desistência de compra de imóvel entre pessoas particulares. 

Em sua seção sobre o tema, o Procon recomenda que se faça uma leitura atenta “do contrato de compra e venda, que deve ser redigido de forma clara e legível. Cláusulas que limitam os direitos do consumidor devem estar em destaque”.

Ação para rescisão contrato de compra e venda de imóvel: advogado explica os detalhes na TV Creci

E a Lei do Distrato, o que é?

quando se trata de imóveis comprados na planta, entre comprador e construtora, a discussão é outra.

Desde 2018, existe no Brasil a Lei do Distrato, aplicada apenas a contratos de compra e venda de imóveis na planta. O comprador pode desistir da compra em até 7 dias (mediante certas condições) e receber 100% do valor pago. 

Depois desse período e antes da entrega das chaves, a rescisão do contrato de compra e venda de imóvel na planta (o distrato de compra de imóvel na planta) exige pagamento de multa para a construtora. 

O valor que fica com a construtora passou a ser de até 50% daquilo que já foi pago – depende, claro, do que está escrito no contrato. 

Como o time jurídico da Loft pode te ajudar?

A equipe do jurídico da Loft assessora os clientes a cada etapa do processo, da elaboração do contrato entre as partes (vendedor e comprador) a análise documental do imóvel (verificando se há riscos e pendências) e ao auxílio com a escritura pública e/ou financiamento imobiliário.

Pensar nos problemas em torno da rescisão de contrato de compra e venda de imóvel é perfeitamente normal, visto que se trata de uma grande decisão legal e financeira. A Loft está disponível para ajudá-lo nesse momento, seja você um potencial vendedor ou comprador de imóvel!

Conheça o serviço Compra e Venda Segura da Loft!

Outros assuntos que podem lhe interessar

Assine nossa Newsletter
Assine nossa newsletter