sair-da-casa-dos-pais

É hora de sair da casa dos pais? Saiba como avaliar esse momento

6 MINUTOS DE LEITURA

Até poucas décadas atrás, as pessoas saíam bem jovens da casa dos pais, geralmente já casadas e para construir suas próprias famílias. Hoje em dia é diferente: são muitas possibilidades e nenhuma regra.

Esse post vai te ajudar a refletir um pouquinho sobre esse momento delicado e te dá dicas de como fazer isso da melhor forma possível. Boa leitura!

Como saber se é hora de sair da casa dos pais?

Não existe receita única para decidir se é hora de sair da casa dos pais. E isso é uma boa notícia, porque cada pessoa e cada família é diferente. Mas quando esse momento chega, é importante fazer as contas e estar (mais ou menos, vai) preparado para o que vem depois que você fizer sua mudança. 

Então a primeira reflexão é: financeiramente, você tem fôlego para sair de casa? Consegue se comprometer todos os meses em ter uma dada quantidade de dinheiro para pagar o teto, a luz, a água e outras coisas do tipo? 

A reflexão seguinte é: você já desenvolveu autonomia emocional e psicológica para essa decisão? Às vezes ainda estamos frágeis e precisamos “treinar” um pouco essa parte antes de aprender o resto vivendo.

E ainda tem uma reflexão de cunho bem prático: você sabe se cuidar e cuidar do seu espaço? Sabe fazer compras no mercado, cozinhar uma refeição, pagar as contas, chegar nos lugares sozinho, marcar seus próprios médicos, fazer uma faxina básica? Se não sabe ainda, tudo bem: dá pra aprender tudo isso. Aproveite o tempo em casa pra já exercitar essas habilidades. 

Como sair da casa dos pais: 7 dicas para fazê-lo da melhor forma

Planeje-se (de verdade)

É o seguinte: sem plano nenhum, você vai se estressar mais do que precisa. Então o ideal é você já refletir um pouquinho sobre o que você quer, quando e de qual forma. Talvez você queira sair para morar perto de onde estão seus lugares favoritos. Ou talvez seja para ficar mais perto do trabalho ou da faculdade. Ou talvez seja só para ter um espaço só seu, não importa muito onde.

O negócio é pensar no seu momento de vida, nas coisas que você precisa fazer no dia a dia e quanto você pode bancar. Daí você já vai poder encontrar um caminho realista que envolva o que você precisa fazer para alcançar esse resultado.

Aprenda também o que significa sair da casa dos pais. Ou seja, quanto você precisa e quanto pode gastar por mês, dividindo em custos fixos (aluguel, telefone, internet, água, luz, etc) e variáveis (comer fora, lazer, festas, compras…).

Se você não faz ideia de quanto gasta hoje em dia, tire um mês para anotar todas as suas transações. Depois dê uma olhada nos valores e nas categorias desses gastos. Você pode se surpreender com quanto anda gastando em café por aí…

Guarde um dinheirinho de reserva

Se você quer sair de casa, é hora de economizar. O ideal mesmo é ter uns 6 meses de custo fixo de vida (nesse caso de saída da casa dos pais, isso inclui pagamento de aluguel) guardado para um momento de emergência. 

Procure imóveis que caibam no seu bolso

Parece bem óbvio, mas vale a pena ressaltar: é melhor só olhar apês que você pode de fato bancar. Assim você evita o estresse de perder aquele lugar lindo mas que, na prática, você não pode pagar nesse momento da sua vida. Aliás, a dica dos especialistas em finanças é que o valor gasto com moradia não passe de ? da sua renda mensal, ok?

Conheça os documentos exigidos para alugar um imóvel

  • Cópia autenticada de RG e CPF
  • Comprovante de renda (pelo menos 3x o valor do aluguel)
  • Comprovante de residência
  • Declaração de Imposto de Renda

E não se esqueça que você vai precisar de um fiador de aluguel caso esteja alugando um apê no seu nome. 

Ah, caso você esteja naquela parcela de pessoas que decidiu ficar na casa dos pais até ter dinheiro suficiente pra dar entrada no primeiro apê, também temos uma lista de documentos exigidos na compra e venda de imóveis no blog. É só clicar aqui!

Aprenda a cuidar da casa

A louça não vai mais sumir da pia. A despensa não vai se encher sozinha. As roupas não vão aparecer limpas na sua gaveta. É sério: você vai ter que fazer isso por conta própria. Peça para seus familiares ou seus amigos te ensinarem algumas coisas básicas ou invista no YouTube. É mais fácil do que você imagina!

No vídeo acima, aprenda um (dos muitos!) jeitos de fazer aquela faxina rotineira em casa

Considere dividir a casa com alguém

Um jeito de sair da casa dos pais e pesar menos no bolso é dividir um apê com alguém. Você pode tanto buscar um apê para alugar com um amigo ou colega ou fazer o caminho inverso, que é procurar um quarto vago em um apê de outra pessoa. Além de ser mais barato, de quebra você ainda ganha uma companhia, o que atenua um pouco da solidão e da ansiedade que esse momento de saída pode dar em você. 

Seja como for, a dica acima ainda vale: chegue já sabendo como cuidar minimamente do seu espaço. Isso vale em dobro quando você divide a casa com alguém que não é da sua família, já que vai precisar de bastante comunicação para evitar problemas com a divisão de tarefas.

Leia também: Aumento de aluguel em 2021: entenda as razões

Prepare-se psicologicamente para sair da casa dos pais

O ser humano se acostuma a praticamente tudo, mas leva um tempinho. Então não se sinta mal se justo você, que tanto sonhou com o momento de sair da casa dos pais, se sentir triste, saudoso, ansioso ou mesmo arrependido em alguns momentos. É super normal.

Planejar as etapas com cuidado vai te ajudar a ter mais segurança, mas também não se acanhe: peça ajuda e companhia quando precisar. As pessoas vão entender que você está passando por uma fase de transição. 

E for útil para você e sua família, separe um momento semanal (um almoço presencial, uma videoconferência, o que fizer sentido) para vocês conversarem com calma e se verem periodicamente. Se isso for importante para seu bem estar, priorize um espacinho na agenda e mantenha esse contato!

Caso o seu planejamento seja ter um espaço sem sem depender do pagamento de aluguel, a Loft pode ter o lugar ideal para começar essa nova fase da sua vida. Dê uma olhada no nosso portfólio de apartamentos à venda e encontre o lugar ideal para você.


Outros assuntos que podem lhe interessar

Assine nossa Newsletter
Assine nossa newsletter