Como o Score de Crédito pode influenciar no financiamento imobiliário?

score-de-credito
Tempo de leitura: 3 minutos

Entenda o que é score de crédito, como aumentá-lo e quais as diferenças entre essa pontuação e o cadastro positivo.

A frase popular “nome sujo na praça” é daquelas que você escuta tanto que até para de refletir sobre seu significado. Vale lembrar que faz muito tempo que a pracinha da cidade é a única que sabe seu histórico de pagamento. 

Hoje em dia, empresas do país inteiro tem acesso ao seu score de crédito, que pode impactar diretamente nas chances e condições de seus pedidos de financiamento e empréstimo.

O que é score de crédito?

“Score”, em inglês, quer dizer pontuação. O score de crédito é um valor de zero a 1.000 pontos associado ao seu CPF e que resulta de seus hábitos de pagamento e histórico no mercado de crédito. 

Quem tem até 300 pontos no score de crédito oferece alto risco de inadimplência nos próximos 12 meses. Entre 300 e 700, o risco é médio. Entre 700 e 1.000, o risco é baixo.

Quanto melhor pagador você for, mais alto será seu score de crédito. Ao avaliá-lo, bancos e outros tipos de credores terão maior confiança na sua capacidade de honrar compromissos e você terá mais facilidade para conseguir crédito. 

Por isso, muitas empresas utilizam o score de crédito para informar suas políticas na área. E não são só instituições financeiras que se interessam pelos pontos: empresas de telefonia, TV a cabo e varejistas, por exemplo, também utilizam essa informação.

Como o score de crédito é calculado?

O score de crédito leva em conta se você paga suas contas em dia (ou, se você se atrasa, quanto atrasa), tem dívidas negativadas (aquelas que deveriam ter sido pagas e não foram), mantém seu cadastro atualizado e como está seu relacionamento com a área financeira de empresas.

Para construir seu score de crédito, organizações como o Serasa usam modelos estatísticos para comparar seu comportamento com aquele de indivíduos anônimos financeiramente parecidos com você. 

Qual sua influência no financiamento imobiliário?

Seu score de crédito influencia diretamente no financiamento imobiliário, visto que faz parte da avaliação dos bancos na hora de decidir se você é um tomador “confiável” ou não. Em outras palavras, pode fazer toda a diferença na hora de sair do aluguel.

Se o cliente apresenta um histórico de crédito negativo, isso impactará seu pedido e pode até causar sua reprovação. Em muitos casos, há um limite do percentual de financiamento de um imóvel: ao invés de financiar 80%, o banco se limita a 50%, por exemplo. 

Se o cliente tiver um histórico de crédito positivo, acontece o contrário: além de obter aprovação mais rápida, ele terá acesso a taxas menores e percentual de financiamento maior.

É importante lembrar que a análise de financiamento imobiliário não se resume ao seu score de crédito. Na etapa de aprovação, o banco pedirá também comprovantes de renda (para saber se aquele apartamento cabe no seu bolso) e de pendências jurídicas. 

Para deixar as coisas mais claras, confira os documentos essenciais para começar a busca por financiamento imobiliário:

  • RG e CPF 
  • Certidão de casamento ou união estável (quando cabível)
  • Comprovante de residência
  • Comprovante de renda
  • Carteira de Trabalho, extrato do FGTS e autorização para movimentação da conta (quando cabível)
  • Certidão conjunta negativa de débitos relativos a tributos Federais e à Dívida Ativa da União (ou seja, se você deve algo para o governo)

A Loft Cred, a assessoria gratuita de financiamento imobiliário da Loft, te ajuda com todo esse processo e destrava até os casos mais difíceis – não importa em qual cidade do Brasil você esteja ou se está comprando um imóvel do portfólio da empresa

Saiba mais sobre a Loft Cred aqui! 

Como saber meu score de crédito?

Boa notícia: é super fácil! Para descobrir seu score de crédito gratuitamente, basta visitar o site do Serasa ou do Consumidor Positivo. Você só precisa saber seu número de CPF para montar cadastro e senha.

Como aumentar meu score de crédito?

Naturalmente, essa é uma pergunta muito comum. Para aumentar o score de crédito, é preciso manter ou criar um bom histórico de pagamento (e fazê-lo em dia sempre que possível) e um cadastro atualizado nas instituições financeiras.

Se você atualmente estiver com o nome “sujo” na praça, prepare-se para negociar suas dívidas e assim fazer seu score de crédito melhorar. 

E o cadastro positivo, o que é?

Uma novidade na cena é o cadastro positivo. Assim, ao invés de levar em conta apenas seu histórico de inadimplência e cadastros negativos (caso do score de crédito), ele beneficia as pessoas que têm histórico de boas pagadoras de forma geral e armazena dados por até 15 anos. 

No vídeo acima, a educadora financeira Nath Finanças fala sobre o cadastro positivo

Aprovado por lei em 2011, desde 2019 ele é feito de forma automática e junta as informações sobre contratações de crédito (como empréstimos e financiamentos) e contas a prazo ou de consumo continuado (luz, água, telefone, etc.) que você paga em dia. 

Presente em muitos países, o cadastro positivo é mais uma maneira para instituições de diversos setores que oferecem crédito avaliarem o histórico de potenciais tomadores. O resultado é o mesmo: quando as pessoas têm um score alto no cadastro positivo, têm acesso a melhores condições de crédito, inclusive ao solicitar financiamento imobiliário!

Leia também: Passo a passo para simular o financiamento de um imóvel