Corretor, você se sente na zona de conforto no mercado imobiliário?

zona-de-conforto-profissional
Tempo de leitura: 5 minutos

Não faltam opções para quem quer desbravar novos ares, fortalecer habilidades ou aproveitar as novidades que a tecnologia oferece. Saiba mais!

Se você não anda se sentindo desafiado ou o ritmo dos negócios não está engatando, essa angústia tem solução: sair da zona de conforto.

Isso exige uma boa dose de estratégia, esforço e, acima de tudo, ação! Pensando nisso, a Loft reuniu uma série de dicas para ajudá-lo nesse momento – e algumas vantagens que a própria Loft pode oferecer para acelerar sua carreira!

Pronto para sair da zona de conforto? É só seguir com a leitura!

Como sair da zona de conforto sendo corretor de imóveis

Abaixo, confira 6 dicas práticas para quem se pergunta: como sair da zona de conforto no mercado imobiliário?

  1. Definir metas para aumentar os resultados

Para se desafiar constantemente, é útil ter metas palpáveis para atingir objetivos. Assim, é possível registrar dados relevantes nesse caminho e avaliá-los periodicamente (mês a mês ou semestre a semestre, por exemplo).

Isso também é verdade no caso dos corretores de imóveis que querem sair da zona de conforto. “Alguns dos objetivos mais importantes para corretores estão relacionados com suas vendas”, explicou o corretor Kyle Hiscock. 

Para começar, o corretor pode pensar nas 4 etapas da jornada de compra do cliente:

  1. Conscientização 
  2. Consideração 
  3. Compra
  4. Fidelização

A partir dela, é possível pensar em estabelecer números realistas (e ambiciosos!) de prospecções, visitas, contratos fechados e etc., e traçar estratégias para alcançá-los.

Saiba mais sobre a jornada de compra do cliente imobiliário ao assistir este Loft Talks gratuito!

2. Investir em sua marca pessoal

Não tem como fugir: o corretor de imóveis é, em sua própria pessoa, parte essencial para fechar negócios. Por isso faz sentido investir em sua marca ou marketing pessoal.

Isso significa estar sempre atento ao básico (ter a aparência bem-cuidada, redigir mensagens sem erros gramaticais) e também às oportunidades de afiar suas habilidades. Por exemplo: fazer um curso de oratória para melhorar sua comunicação!

Outro ponto interessante para sair da zona de conforto e fortalecer sua marca pessoal é posicionar-se online de maneira coerente e estratégica

Na prática, isso significa oferecer informações úteis para seu público-alvo e transformando-se em referência no tema, e não só se autopromover por aí. 

“Compartilhar informações relevantes sobre o mercado imobiliário pode interessar as pessoas o suficiente para que leiam ou compartilhem seu conteúdo com alguém que esteja pensando em se movimentar no futuro próximo”, disse Kyle Hiscock. 

“Se você fosse compartilhar um artigo que escreveu sobre os passos mais importantes na hora de comprar uma casa, há uma probabilidade muito maior de que o compartilhem, visto que é algo útil e não uma autopromoção”, continua o profissional americano.

3. Encontrar nichos de mercado 

É impossível ser bom em tudo, e dominar um determinado assunto exige dedicação e tempo, ambos recursos finitos. Por isso, é uma boa ideia pensar em qual nicho de mercado faz sentido para você. 

No mercado imobiliário, por exemplo, é possível focar em bairros de atuação, públicos com diferentes poderes de compra (baixo, médio ou alto padrão) ou tipos de transações, como:

  • Compra e venda
  • Aluguel
  • Lançamentos
  • Usados
  • Residencial
  • Corporativo
  • Avaliação e vistorias
  • Administração de imóveis

Como se vê, é possível criar diversas combinações! E, para cada uma, há um conjunto de conhecimentos diferentes em que você pode mergulhar e se especializar, impressionando seus clientes.

Quer saber mais sobre como se tornar um corretor de imóveis de luxo? Assista ao Loft Talks com José Cazarin, fundador da imobiliária Axpe.

4. Aprenda a pedir indicações e fidelizar clientes

A jornada de compra do cliente já foi mencionada na primeira dica, então mantenha-a em mente para enxergar o potencial de criar uma “máquina” de indicações entre seus clientes. 

Como a compra ou a venda de um imóvel não é uma transação recorrente, uma ótima maneira de ampliar sua carteira é fidelizando clientes que tiveram uma boa experiência nas negociações imobiliárias com você e vão recomendá-lo para outras pessoas de forma orgânica e constante.

No entanto, há uma linha tênue entre incentivá-los a indicar seu serviço e parecer aquele profissional chato que só pensa na própria comissão. Foi por isso que a Loft organizou um bate-papo sobre o assunto com um especialista. Para assistir, clique aqui!

5. Desenvolver e aplicar estratégias de marketing digital

O marketing digital é um universo em constante expansão que pode ajudá-lo a atingir mais e mais gente o tempo todo – e funciona muito bem para corretores!

Entre as estratégias de marketing digital que valem o destaque (e são explicados a fundo  em outro post) estão: 

  • Marketing de conteúdo: criação de conteúdo relevante, gratuito (e que pode divulgar seus produtos e serviços) para blogs, sites, newsletters, redes sociais
  • E-mail marketing: criação de mensagens de e-mail estratégicas enviadas para seus contatos, que podem ou não estar em listas segmentadas
  • Social media marketing: é o cotidiano de posts nas redes sociais, apoiado pela mensuração de dados e resultados

Para aprender como definir as métricas corretas e traçar boas estratégias de marketing, assista ao Loft Talks gratuito com um dos fundadores da agência Rock Content!

6. Não ser um “calças brancas”

Para sair da zona de conforto metafórica, o corretor precisa literalmente sair. Isso significa fechar o computador e desbravar as ruas da cidade para não se tornar um corretor do tipo “calças brancas”.

“Antigamente, São Paulo não tinha asfalto em todo lugar. O corretor que mais trabalhava ficava com as calças sujas de terra, enquanto aquele que não saía ficava com as calças brancas. Hoje usamos para aquele corretor que não andou, não procurou, não conheceu o bairro”, explicou a corretora Keldya Pontes.

Vivenciar a área que você comercializa, conversar com as pessoas ao seu redor e mergulhar na realidade que você quer apresentar é essencial para aprimorar suas habilidades de negociação e persuasão. E pode abrir portas que você nem imagina!

Leia também: Loft indica: 7 filmes sobre vendas para aprender sobre negociação

Conheça o que a Loft pode fazer pela sua carreira

Desde que a Loft despontou no mercado imobiliário nacional, em agosto de 2018, seu time de especialistas se esforça para pensar em cada etapa do processo de compra e venda a partir do ponto de vista de seus principais atores: compradores, proprietários e corretores de imóveis.

Para a Loft, o sucesso do corretor é essencial para seu próprio sucesso, visto que é este profissional que realmente conhece o cliente e ajuda o mercado a se tornar mais ágil, transparente e confiável. Isso significa que há uma grande vontade de resolver suas dores de cabeça e ajudá-lo a ter uma experiência melhor e se desenvolver.

Por isso, hoje a empresa oferece: 

  • O programa Top Broker, em que corretores acumulam pontos e ganham bonificações financeiras com uma série de atividades; aqueles que se destacam pela alta performance também têm acesso a novos leads
  • As facilidades da Plataforma Loft, que recebe mais de 1 milhão de visitantes por mês e onde é possível cadastrar imóveis à venda que estejam nos bairros de atuação da empresa
  • Os cursos online para corretores de imóveis gratuitos do Loft Pro
  • Fim do porta a porta: o processo de compra e venda de apartamentos acontece em um único canal
  • Política de vínculo entre cliente e corretor que garante recebimento da corretagem

Conclusão

Como se vê, com um pouco de reflexão e vontade de agir você logo vai descobrir respostas para como sair da zona de conforto e ampliar seus horizontes como corretor de imóveis. 
Gostou dessas dicas para sair da zona de conforto? Então lá vai mais uma boa notícia: para se tornar um corretor parceiro da Loft, basta preencher um cadastro gratuito!